Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Diário do Abreu - Em Rumo da Vida Extraordinária

em 17/7/2018, 00:20

  • Primeiramente, boa noite à todos.


  • Meu nome completo manterei oculto, mas o sobrenome é real e usarei o mesmo, mantendo um pouco da minha identidade com vocês. Hoje tenho 26 anos, sou casado, tenho 2 filhos, e sem soberba, minha família é linda.


  • Eu não sou bom em resumos, portanto, tentarei não alongar tanto  What a Face .


- Meu contato com pornografia iniciou-se por volta dos 10~11 anos (meados de 2002~2003). Meu pai frequentava uma barbearia, onde existiam algumas revistas (playboy e sexy). Com isto, eu sempre ficava interessado em ir junto com meu pai para o barbeiro para poder ficar folheando as fotos. E claro, meu pai ficava satisfeito, pois o filho demostrava "interesse de homem".

- Com o passar do tempo, ele e até mesmo minha mãe, compravam revistas para me dar. Ao que me lembro, cheguei a ter cerca de 10~15 revistas. Com este acesso através das revistas em casa comecei a masturbação de maneira frequente, diariamente mesmo.

- O tempo foi passando, e chegou o computador e a internet discada. No início para acessar a net era muito complicado (meados de 2003), poucos havia possibilidade e não tive ideia alguma da possibilidade de acessar o conteúdo pelo PC. No entanto, devido à reclamações minhas, meu pai conseguiu internet banda larga. E daí por diante tudo somente piorou até chegar hoje, dia 16/07/2018.

- Já acessei muitos tipos de conteúdo, e a coisa realmente é uma droga pesada, de fácil acesso e dentro da lei.

- Como lhes contei, sou casado, e isto tem acabado com meu casamento, e pra falar a verdade, nem posso dizer que tenho uma casamente realmente verdadeiro, pois sempre tive o vício, e mesmo casado nunca abandonei por completo.

- Já houveram momentos de alteração de humor, onde fui rude com esposa e filhos. Com pessoas próximas. Todo tipo de "sugestão" que possa contrariar a minha "necessidade" de consumo é gatilho para alteração de humor, seja para me tornar grosseiro, melancólico ou procrastinado.

- Eu não vivo uma vida normal, e não é nada fácil conseguir lidar com a coisa toda. Não é fácil encarar vício e manter foco de que ele existe e você precisa saber que ele existe, que não deve tentar varrer para de baixo do tapete. E se tem uma coisa que eu sei, é que nunca seremos fortes o suficientes. Todo dia deve ser uma novo dia de fortalecimento, um dia para ser feliz, ser positivo e buscar sempre o crescimento como pessoa.

- Em julho do ano passado, há quase 1 ano, no final do mês, a situação estava bem insustentável, e eu a minha ilusão própria de achar que ainda enganava minha esposa caiu por terra. Em um momento de grande desentendimento entre nós ela me colocou em xeque, e a única alternativa que encontrei para tentar salvar nosso casamento foi de admitir uma realidade que eu mantive escondida durante quase 5 anos e meio de relacionamento e quase 4 anos de casamento.

- Praticamente todas as fichas caíram para ela, e para mim foi um momento de muita vergonha, tristeza, melancolia, e apenas de relembrar e transcrever para vocês meu olhos enchem de lágrimas.

- Deste ponto, não havia mais volta, e no mês seguinte, de forma impulsionado a querer salvar meu casamento, minha família, fui ao psiquiatra.

- Tive a consulta, minha esposa foi junto para garantir que eu fosse realista ao falar, e durante um bom tempo, desde que revelei o problema, ela ficou como um cão de guarda. Ela acordava comigo para eu me arrumar e ir trabalhar, mas a verdade que isto só trouxe mais sofrimento para ela. Eu tive diversos momentos que meu limites foram excedidos em um nível bem alto.

- Para uma noção geral, já tive momentos de fissura tão alta com o "precisar" me masturbar e acessar pornografia, que ao ir para o trabalho ou ao retornar para casa, fiz o ato sentando na ultima poltrona do ônibus, vendo um vídeo saldo escondido no celular ou mentalizando alguma situação vista anteriormente.

- Em dias de grande dificuldade emocionais, eu fazia 2 a 3 vezes no trabalho, previsa a qualquer custo aliviar minha tenção.

- Voltando ao ponto do psiquiatra, o mesmo me receitou um medicamento que poderia melhorar meu humor, diminuir meus episódios de compulsão e sintomas depressivos e melancólicos. E realmente funcionou muito bem, porém apenas remediar uma situação não adianta e aguentei ficar exatos 20 dias sem masturbação e pornografia. Mesmo tomando o remédio da maneira correta, e tendo uma grande melhora em meu comportamento, humor, rendimento no trabalho, relação com esposa e filhos, eu me convenci que o remédio era suficiente para me deixar bem e que a coisa toda poderia ser mantida.

- Resumo, voltei a me masturbar, consumir pornografia, quase que diariamente e após 3 meses usando medicamento, encontrei diversas historinhas para não ir novamente ao médico (falta de dinheiro, falta de tempo e o vício falando alto que era melhor assim), parei com o remédio e daí por diante foi só de mal a pior.

- Em 21 de maio deste ano, após quase jogar fora toda minha vida, mais uma vez minha esposa me apoiando muito como sempre, e com um amor além do normal por mim, amor que nem eu mesmo tenho por mim, retornei ao mesmo psiquiatra e desta vez fui sincero com ele.

- Gravei a consulta, depois mostrei a minha esposa, pois queria demonstrar para ela segurança de que desta vez eu fui verdadeiro, e realmente fui, e desta vez ele me receitou um medicamento diferente, um pouco mais forte, mas acabei não comprando, pois as historinha falaram novamente.

- Me convenci que venceria por conta própria, pois estava desde o dia 14 de maio sem masturbação e pornografia.

- Nisto, tive uma relação sexual muito boa com minha esposa, mas não verdadeiramente real, no dia 31 de maio, pois acabei pensando em pornografia durante o ato, situação sempre frequente nesta vida de vício insuportável.

- Após, no dia 01 de junho sai de férias, não houve mais relações, ela viu minha mudança após, foi como se tivesse usado ela para acessar o vício, o que não deixou de ser verdade. E mais uma vez ela ficou destruída.

- No dia 13 de junho completei 30 dias sem masturbação e pornografia, mas nem valia nada mesmo, pois como dito acima, eu usei o vício na relação do dia 31.

- Por fim, estava indo de mal a pior, mas como eu estava no dia 25 de junho, 25 dias sem nenhum estímulo, a carne foi fraca, e tanto eu quanto ela cedemos, pois apesar de tudo que é horrível disto, nós temos uma química muito forte. E tivemos uma relação, não em plenitude total, mas muito gostosa.

- Depois acreditei que venceria mesmo sozinho, que tudo daria certo, mas as férias estavam a acabando e retornaria ao trabalho no dia 04 de julho, e com isto minha cabeça não parou mais de pensar que eu precisava voltar para o trabalho, pois lá seria um local seguro, eu poderia fazer com tranquilidade e conseguiria me manter uma boa pessoa, um bom marido, um bom pai, e eu realmente me convenci disso até o dia de voltar.

- No dia 04 de julho, voltei ao trabalho, e me masturbei utilizando pornografia através do google imagens (empresa possui bloqueio de rede para outros sites) e em casa eu me proibi, pois não podia ser pego de forma alguma.

- No dia 05 de julho, fiz novamente. E no dia 06 também. E veio o final de semana, e logo após a segunda, dia 09, e dia 10, todos os 5 primeiros dias após férias eu me masturbei na empresa, o vício estava de volta com força total e eu tinha certeza que agora estava tudo bem, eu estava sendo uma boa pessoa e aquilo não me prejudicava mais.

- No dia 11 eu tive compromisso pessoal com minha, e não fui trabalhar, e no dia 12, quinta-feira da semana passada eu me masturbei novamente no trabalho, mantendo o pensamento que agora estava tudo lindo.

- Eis que, neste mesmo dia 12, minha esposa já cansada, exaurida de tudo, demonstrou em uma ligação em meu horário de almoço, de forma sútil e sem falar diretamente que ela sabia da minha ocultação e mentira.

- Por fim, neste dia 12, à noite, após nossos filhos estarem dormindo começamos a conversar e ainda tentando ludibriar ela, tentei confessar algo não tão ruim, falando que apenas o vício voltou a falar comigo, mas nada tinha acontecido. Mas no final, acabei admitindo tudo, e ela ficou arrasada, profundamente magoada novamente, e sem esperança de nada.

- Mas com a graça de Deus, e com um amor sobre-humano, no dia seguinte, mesmo com tudo novamente revelado e admitido, minha maravilhosa esposa encontrou este fórum. Eu não tive nenhuma iniciativa na sexta-feira, dia 13, e ela ficou triste com isso, pois conversamos da quinta, de 22:30 até 02:00 e ela falou incansavelmente que eu preciso tomar as rédeas da minha vida, pois se não eu deixarei de ter minha vida.

- Sabendo que não tenho mais margem para mentir, ocultar e me convencer de nada, estou aqui, escrevendo este texto para lhes contar um pouco de mim e relatar o status atual:


  • Tenho uma esposa que acredita de mais que eu querendo e me dedicando consigo mais do que imagino, com um amor além do compreensível e que continua ao meu lado, mesmo após tanto sofrimente;


  • Possuo dois filhos lindos, que me completam de felicidade e carinho, e que quero ser o melhor pai do mundo para eles;


  • Estou há 4 dias sem masturbação e pornografia, rumo à uma vida sem, pois não aceitarei meta menor do que a minha vida;


  • Já deixei o smartphone em casa, estou usando aqueles aparelhos antigos, que nem um joguinho tetris possui, pois sei que eu darei um jeito de acessar besteira;


  • Estou ansioso pelo programa revert ficar liberado e eu ter acesso a tanto conteúdo positivo e que da resultados;


  • E por fim, agradeço à todos que lerem uma parte ou todo o meu texto (sei que não sou bom em resumir  Laughing).


Forte abraço, boa noite e até amanhã.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 907
Data de inscrição : 16/08/2017
Localização : Grécia Antiga
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Abreu - Em Rumo da Vida Extraordinária

em 17/7/2018, 10:26
Olá, Abreu.

- Seu diário é realmente comovedor, muitas situações semelhante a sua e até piores já foram relatadas aqui no Fórum, pois o estado do vício tende a desfazer relacionamentos e destruir famílias, isso ocorre quando um viciante não procura à recuperação. Mas você está aqui, com muito desejo de ter uma vida saudável e repugnar este vício de uma vez por toda!

- E não é sozinho que ficarás longe de um vício, não é simplesmente assim. Um viciante em droga, maconha, não consegue resistir algo estimulante estando a sós com o mundo exterior, é igual te deixar preso em uma sela colocando vários potes de drogas fechados, o cérebro fará de tudo para que ele possa abrir e quebrar essa tal pote.

- Mas quando se tem uma comunidade dando suporte e ajudando o viciante a afastar-se de um vício, irá inspirá-lo a ter uma vida saudável e mostrará as consequências que esse tal vicio pode trazer, obtendo uma vida melhor e agradável. É nesse sentido que esta comunidade que propor para muitos viciados em P.

- Eu moverei seu diário para sessão de idade 25 - 28 anos, lá terão membros que passa por uma situação semelhante a sua e compartilharão suas experiências contigo e, acredite, meu camarada. Como muitos aqui tiveram uma vida recuperada longe do vício, você também terá, basta acredita.

- E faça as seguintes ações durante o Reboot:

  • Ativar um contador de dias para ajudá-lo na motivação e recuperação durante o processo. CLIQUE AQUI -> Como instalar um contador de dias?
  • Ativar um bloqueador nas redes-tecnológicas para não cair nos gatilhos expressos na mídia. CLIQUE AQUI -> Ferramentas e Bloqueadores
  • Praticar uma atividade produtiva, seja um esporte, estudar, trabalhar, sair com a esposa para tomar um sorvete.
  • Postar no diário no minimo 5 vezes na semana para vermos como anda seu percurso.

- Nós queremos ver como está seu desenvolvimento durante este percurso, nesse sentido, queremos que participe dos demais diários do Fórum e poste frequentemente em seu diário. Um grande abraço, camarada! Sucesso.

_______________________________________
 

Torne sua mente saudável, santificada, alegre e agradável por Deus! Não contamine sua mente com coisas pecaminosas.
Seu futuro está nas suas mãos, não deixe a PMO roubar todas atividades produtivas
A Pornografia pode tirar a sua vida! Como já destruiu a de muitos atores! Por isso, vista de toda armadura de Deus para não cair no laço de Satanás. (Efésios 6)  Like a Star @ heaven

          QUER ACESSAR MEU DIÁRIO?
               DIÁRIO DO BOINADOR - LIBERTAÇÃO  ®️
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 761
Data de inscrição : 21/09/2015
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Abreu - Em Rumo da Vida Extraordinária

em 17/7/2018, 14:52
Olá Abreu, tudo bem?

Fico feliz que tenha chegado aqui ao fórum, isso é sinal que está disposto a por fim nisso tudo.

Eu sou mulher de um ex viciado e entendo bem a sua esposa, porém eu sei como que o relacionamento tende a se reconstruir de uma forma muito mais sólida e sincera se ambos passarem por isso juntos, utilizando de muita compreensão, respeito e acima de tudo que o diálogo seja bem desenvolvido nesse período.

Você não precisa ter vergonha de ser viciado, vergonha deveria ter se soubesse disso e optasse por continuar e sacrificar toda a família que você construiu, eu sei que você ama a todos do seu lar e por isso é necessário que mostre isso a eles, que diga a sua mulher que vai tentar sair dessa e que não será fácil, que a tempestade só está começando e que o caminho não é tão curto quanto parece, afinal já se passaram anos que você trilou a mesma estrada neh?

Leia o e-book, instale os bloqueadores, jogue fora todo o material pornográfico que você tenha, reflita sobre o que é preciso mudar nesse momento para dificultar o acesso a P e se motive muito!

Eu tenho certeza que você irá conseguir, o primeiro passo e o mais difícil foi tomado que é reconhecer que há um problema, você tem o método, o fórum e sua família para te ajudar, seja bem vindo e eu estarei te acompanhando a partir de agora.

Beijinhos!
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Dia 17/07/2018

em 19/7/2018, 02:26

  • Boa noite ou Bom dia à todos Smile

- Sobre o dia 17, acordei normalmente para me arrumar e ir trabalhar.

- No caminho para o ponto de ônibus alguns diálogos surgiram, e com ferramente apresentada pela minha esposa, foi possível inibir.

- Esta ferramente consiste em um elástico de látex (tipo borrachinha de dinheiro) no pulso, e em cada estímulo para o vício, eu puxo o elástico cerca de um palmo e então libero para que ele "bata" no meu pulso.

- A dor é forte, e funciona na hora. Meu pensamento no vício, ou em qualquer substituto desaparece no mesmo instante, e o cérebro somente tenta entender e processar a dor sentida.

- Na parte da manhã fui o psiquiatra. No caminho, dentro do ônibus mais alguns questionamentos internos do vício, e novamente o elástico fez seu papel.

- Na consulta, conversei com o Dr. sobre o programa, e sobre os acontecimentos dos últimos dois meses. Ele manteve o mediamento que utilizei da primeira vez, no ano passado e não se posicionou contra o mesmo, mas também não teceu nenhum comentário de incentivo.

- O restante do dia foi bem tranquilo, pois a cabeça esteve muito ocupada no trabalho.

- Ao final do dia, retornando para casa, outra vez os diálogos internos do vício quiserem espaço, e novamente o elástico entrou em ação.

- Já em casa, assim que pude entrei no conteúdo liberado do Revert. Acessei até onde aguentei o cansaço, com minha esposa por perto, compartilhando as novidades positivas de uma ferramenta nova para me auxiliar na eliminação deste mal que tem me feito tanto mal.

- Não fui tão empenhando quanto alguém que realmente quer melhorar. Li o conteúdo somente até a aula "A Neurociência e a Pornografia." e me entreguei ao cansaço/sono, que por outros incentivos já superei de maneira bem fácil.

  • Continua para dia 18/07/2018...

_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Dia 18/07/2018

em 19/7/2018, 02:57

  • Continuando...

- Este começou como o primeiro dia do meu reboot, em modo hard.

- Ontem, acordei novamente para me arrumar e no momento, logo antes de sair de casa, fui dar um beijo de até logo em minha esposa que ainda repousava na cama (saio bem cedo de casa), e fiquei excitado ao ver o quanto ela é linda e acabei também "mirando" para as partes íntimas, porém não estava com pensamentos de P em minha mente, somente a minha maravilhosa esposa (já seria motivo de reset ?).

- Segurei a onda, e sai de casa. No caminho para o ponto de ônibus diversos diálogos com o vício, e diversos questionamentos contra o programa que eu mal havia lido, mas já tive a noção de que seria de grande valia. Porém, não utilizei o mecanismo do elástico, deixei ele de lado, e deixei lembranças (fantasias) de antigo consumo de pornografia me encontrarem, e neste momento, no que seria o primeiro dia para a glória eu resetei, em menos de uma hora acordado, eu resetei.

- Mas vocês acham que eu entendi isso ali? Acham que eu tive consciência que havia resetado? Mais uma vez que pensei que não foi nada de mais, e que o fato de eu conscientemente deixar de lado o inibidor estaria tudo bem.

- Logo ao chegar no trabalho, liguei para minha esposa para compartilhas sobre o ocorrido em casa, com ela deitada e eu admirando ela e sobre o pensamentos, e neste momento ela perguntou - "e o elástico, você não usou, né? Para tantos pensamentos perdurarem assim é porque você não usou e deixou eles ficarem contigo, né?" - e eu na maior cara de pau, quis fazer sair a frase "eu usei, eu usei" , mas a minha boca engasgou e ela me desmascarou na hora e ainda nesta converse joguei mais uma contra mim, fui falar que estava sentindo efeito de dormir muito tarde (nem foi tanto assim), do dia anterior que recebi o acesso ao revert e fui começar a ver e ler o conteúdo.

- Meu deus, primeiro eu não usei o mecanismo, deixei os pensamentos (gatilhos) ficarem comigo, para surgirem então as fantasias, que fiquei lutando contra, tentando pensar em algo, mas mesmo dentro do ônibus indo trabalhar eles queriam ganhar, e só consegui fazer minha cabeça parar quando cheguei na empresa e fui colocar a cara no trabalho. E ainda por cima, quis ocultar e mentir sobre o não uso do elástico, que já havia funcionado na segunda-feira e na terça-feira.

- O dia passou, eu foquei no trabalho, e ela ficou com isso na cabeça.

- Ao chegar em casa, ao final do dia, ela estava bem triste, chateada, com raiva, com pensamentos fortes de separação, e eu sem argumento, pois errei, deixei o vício dominar no início do dia.

- Ela falou que eu não estava querendo nada com nada, que mal li pouco conteúdo, que se eu quisesse mesmo e tivesse noção real de que vou perder tudo que dou valor na vida, e que nunca serei uma pessoa normal, com uma vida normal, eu me dedicaria mais, me empenharia ao máximo, sem arrumar desculpa para sono, cansaço, e qualquer outra coisa que me afaste de me aprofundar no conteúdo e colocar em prática os ensinamentos.

- Agora a noite, voltei para o conteúdo do revert por volta 20:30, e decidi que só iria parar até ter entendimentos reais do conteúdo.

- Acabei descobrindo que sim, fantasiar é proibido, e trás as sensações da P, e portanto, estou jogando fora essa ideiazinha ridícula de que não era nada demais. E eu sabia que deveria ter me empenhado no primeiro dia, pois já são ao menos 3 anos de grande infelicidade causada em minha vida, meu casamento, e filhos. E são 16 anos de vício contínuo. Não há mais tempo, não há mais chances. É agora, pra ontem.

- E Com isto, hoje, dia 19/07/2018 estou começando a contagem no modo hard.

PS: Mesmo comigo agindo errado, contra o progresso, e minha esposa ficando triste com os fatos ocorridos, ela instalou os bloqueadores nos computadores de casa, e está vendo como irá instalar nos celulares.


  • Obrigado à todos pela atenção, e até amanhã.

_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Admin
Admin
Mensagens : 1244
Data de inscrição : 16/06/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Abreu - Em Rumo da Vida Extraordinária

em 19/7/2018, 12:06
Olá, Abreu!

Seja bem-vindo ao fórum e parabéns por querer abandonar o vício em pornografia!

Na parte teórica, você já está bem servido com o Programa Revert e agora é só caprichar na parte prática do método.

O desconforto desta súbita mudança de hábitos irá se manifestar em incertezas quanto ao vício e ao método de parar com ele, juntamente com a vontade de querer voltar ao consumo de pornografia. Por isso, é importante ficar atento o tempo todo e não ceder às tentações. Porém, quanto mais tempo longe do vício, os benefícios do reboot irão surgir e você poderá ter uma vida plena junto a sua família.

Continue firme!

Desejo sucesso na sua jornada.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 761
Data de inscrição : 21/09/2015
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Abreu - Em Rumo da Vida Extraordinária

em 19/7/2018, 13:01
Olá,

Eu recomendo que você instale os bloqueadores e que de a senha para ela, e que você tome o projeto ativamente. 
Você mude as coisas de lugar,
Você exclui os conteúdos pornográfico que por ventura tenha salvo ou guarde fisicamente,

Minha dica é: Primeiro você faça as coisas e conforme for falhando dê liberdade para sua mulher fazer, assim é você quem está tomando as ações e não ela.

Estou falando isso como mulher de um viciado, nós esposas acabamos fazendo o trabalho que vocês deveriam fazer e o processo começa a ser mais passivo que ativo o que ao MEU ponto de vista não é bom. 

Agora vamos dos PQ's de cada ação sua: Você vai começar a lutar contra o elástico porque sua cabeça sabe que é algo ruim e que da dor, no começo ele será eficiente use-o, porém com o tempo seu corpo vai se acostumar com ele e novos métodos deverão ser usados, por isso é bom pensar em planos de longo e médio prazo também, mudanças sempre são mais efetivas que punições, principalmente físicas. 

Você vai racionalizar ainda bastante sobre o vício, vai pensar que ele não é o real problema, que pode ser a sua mulher, que o método não funciona, que você pode só diminuir, mas eu digo de ante mão, é furada. Você deve ser manter firme sobre o método e ter na cabeça o que o vício anda tirando de você. Anote em um papel o que ele anda consumindo na sua vida. 

O seu trabalho não parece ser um ambiente totalmente saudável para você, isso tem haver com o ambiente ou com a forma de como lida com ele? Há alguma forma de torná-lo melhor? 

Sua mulher está bem sensibilizada, é importante que você também relate os progressos que sentir para ela, assim vai gerando mais confiança. É normal achar a sua mulher linda e incrível, sentir tração por ela, porém o vício torna até a atração distorcida então tome cuidado. 

Acho que é isso. 

Beijinho
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Abreu - Em Rumo da Vida Extraordinária

em 20/7/2018, 22:41
RosseauStrong escreveu:Olá, Abreu.

- Seu diário é realmente comovedor, muitas situações semelhante a sua e até piores já foram relatadas aqui no Fórum, pois o estado do vício tende a desfazer relacionamentos e destruir famílias, isso ocorre quando um viciante não procura à recuperação. Mas você está aqui, com muito desejo de ter uma vida saudável e repugnar este vício de uma vez por toda!

- E não é sozinho que ficarás longe de um vício, não é simplesmente assim. Um viciante em droga, maconha, não consegue resistir algo estimulante estando a sós com o mundo exterior, é igual te deixar preso em uma sela colocando vários potes de drogas fechados, o cérebro fará de tudo para que ele possa abrir e quebrar essa tal pote.

- Mas quando se tem uma comunidade dando suporte e ajudando o viciante a afastar-se de um vício, irá inspirá-lo a ter uma vida saudável e mostrará as consequências que esse tal vicio pode trazer, obtendo uma vida melhor e agradável. É nesse sentido que esta comunidade que propor para muitos viciados em P.

- Eu moverei seu diário para sessão de idade 25 - 28 anos, lá terão membros que passa por uma situação semelhante a sua e compartilharão suas experiências contigo e, acredite, meu camarada. Como muitos aqui tiveram uma vida recuperada longe do vício, você também terá, basta acredita.

- E faça as seguintes ações durante o Reboot:

  • Ativar um contador de dias para ajudá-lo na motivação e recuperação durante o processo. CLIQUE AQUI -> Como instalar um contador de dias?
  • Ativar um bloqueador nas redes-tecnológicas para não cair nos gatilhos expressos na mídia. CLIQUE AQUI -> Ferramentas e Bloqueadores
  • Praticar uma atividade produtiva, seja um esporte, estudar, trabalhar, sair com a esposa para tomar um sorvete.
  • Postar no diário no minimo 5 vezes na semana para vermos como anda seu percurso.

- Nós queremos ver como está seu desenvolvimento durante este percurso, nesse sentido, queremos que participe dos demais diários do Fórum e poste frequentemente em seu diário. Um grande abraço, camarada! Sucesso.

Obrigado pelas palavras de apoio e pelas ações sugeridas. Minha esposa já instalou bloqueadores nos computadores, e ainda vai instalar nos celulares, que inclusive larguei meu smartphone e estou usando um modelo antigo, daqueles que tem calculadora e liga e recebe.

Domi1 escreveu:Olá Abreu, tudo bem?

Fico feliz que tenha chegado aqui ao fórum, isso é sinal que está disposto a por fim nisso tudo.

Eu sou mulher de um ex viciado e entendo bem a sua esposa, porém eu sei como que o relacionamento tende a se reconstruir de uma forma muito mais sólida e sincera se ambos passarem por isso juntos, utilizando de muita compreensão, respeito  e acima de tudo que o diálogo seja bem desenvolvido nesse período.

Você não precisa ter vergonha de ser viciado, vergonha deveria ter se soubesse disso e optasse por continuar e sacrificar toda a família que você construiu, eu sei que você ama a todos do seu lar e por isso é necessário que mostre isso a eles, que diga a sua mulher que vai tentar sair dessa e que não será fácil, que a tempestade só está começando e que o caminho não é tão curto quanto parece, afinal já se passaram anos  que você trilou a mesma estrada neh?

Leia o e-book, instale os bloqueadores, jogue fora todo o material pornográfico que você tenha, reflita sobre o que é preciso mudar nesse momento para dificultar o acesso a P e se motive muito!

Eu tenho certeza que você irá conseguir, o primeiro passo e o mais difícil foi tomado que é reconhecer que há um problema, você tem o método, o fórum e sua família para te ajudar, seja bem vindo e eu estarei te acompanhando a partir de agora.

Beijinhos!

Obrigado pela recepção. Sem dúvida, agradeço a Deus por ter minha família, pois são grande fonte de motivação, e estou com acesso a muitas ferramentas para eliminar de vez este estado de artificialidade que coloquei minha vida.

CTroy escreveu:Olá, Abreu!

Seja bem-vindo ao fórum e parabéns por querer abandonar o vício em pornografia!

Na parte teórica, você já está bem servido com o Programa Revert e agora é só caprichar na parte prática do método.

O desconforto desta súbita mudança de hábitos irá se manifestar em incertezas quanto ao vício e ao método de parar com ele, juntamente com a vontade de querer voltar ao consumo de pornografia. Por isso, é importante ficar atento o tempo todo e não ceder às tentações. Porém, quanto mais tempo longe do vício,  os benefícios do reboot irão surgir e você poderá ter uma vida plena junto a sua família.

Continue firme!

Desejo sucesso na sua jornada.

Obrigado pelas palavras. Estou muito feliz com o conteúdo do programa revert. Na quarta-feira (não com tanto afinco) e na quinta-feira (com foco total) consegui ter acesso ao conhecimento muito importante para minha jornada e já tenho entendimento que, mesmo com pouco tempo, tem grandes aplicações.

Domi1 escreveu:Olá,

Eu recomendo que você instale os bloqueadores e que de a senha para ela, e que você tome o projeto ativamente. 
Você mude as coisas de lugar,
Você exclui os conteúdos pornográfico que por ventura tenha salvo ou guarde fisicamente,

Minha dica é: Primeiro você faça as coisas e conforme for falhando dê liberdade para sua mulher fazer, assim é você quem está tomando as ações e não ela.

Estou falando isso como mulher de um viciado, nós esposas acabamos fazendo o trabalho que vocês deveriam fazer e o processo começa a ser mais passivo que ativo o que ao MEU ponto de vista não é bom. 

Agora vamos dos PQ's de cada ação sua: Você vai começar a lutar contra o elástico porque sua cabeça sabe que é algo ruim e que da dor, no começo ele será eficiente use-o, porém com o tempo seu corpo vai se acostumar com ele e novos métodos deverão ser usados, por isso é bom pensar em planos de longo e médio prazo também, mudanças sempre são mais efetivas que punições, principalmente físicas. 

Você vai racionalizar ainda bastante sobre o vício, vai pensar que ele não é o real problema, que pode ser a sua mulher, que o método não funciona, que você pode só diminuir, mas eu digo de ante mão, é furada. Você deve ser manter firme sobre o método e ter na cabeça o que o vício anda tirando de você. Anote em um papel o que ele anda consumindo na sua vida. 

O seu trabalho não parece ser um ambiente totalmente saudável para você, isso tem haver com o ambiente ou com a forma de como lida com ele? Há alguma forma de torná-lo melhor? 

Sua mulher está bem sensibilizada, é importante que você também relate os progressos que sentir para ela, assim vai gerando mais confiança. É normal achar a sua mulher linda e incrível, sentir tração por ela, porém o vício torna até a atração distorcida então tome cuidado. 

Acho que é isso. 

Beijinho

Realmente, como postei sobre o dia 17/07, resisti ao elástico e cedi para fantasias. Porém, aprendi com esta situação, e agora que já assisti e li pela primeira vez o conteúdo do programa, compreendo mais ainda que não devo acreditar que sou forte o bastante para isso ou aquilo. Acredito sim que, manter o foco em combater qualquer gatilho e qualquer sentimento que vire gatilho é de grande importância. A tabela de monitoramento também achei muito valiosa para o trajeto contra o vício.

_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Dias 19/07/2018 e 20/07/2018

em 20/7/2018, 23:56

  • Boa noite à todos!

- Começando pelo dia 19/07/2018, quinta-feira, começou como o normal, me arrumando para o trabalho e novamente, quando fui me despedir da minha esposa, novamente tive excitação/ereção, sem fantasias ou pensamentos com P.

- Indo para o ponto do ônibus, novamente alguns pensamentos tentaram me rodear, mas utilize-me do elástico, cortando o vínculo.

- Durante o dia, foco no trabalho e nestas atividades.

- Em conversa com minha esposa, tomei consciência de que no dia anterior, não me dediquei como alguém que realmente queria o conteúdo do programa e como alguém que quer se livrar do vício.

- Voltando do trabalho, desci do ônibus no centro da cidade para comprar um presente para minha esposa, afinal no dia 20/07 seria o aniversário dela.

- Enquanto eu estava escolhendo, ela me ligou e contei uma mentirinha para ela não descobrir.

- A noite, assim que deu 00:00, exatamente horário de nascimento dela revelei que contei uma mentirinha e que havia comprado um presentinho para ela. Ela ficou bastante feliz e de certa forma surpresa, pois perdi muito do meu romantismo e carinho para com ela em nosso relacionamento.

- Neste dia também, à noite, logo que pude acessei novamente o programa. Durante este, cheguei a dar uma pausa, e alguma historinha veio tentar me desmotivar e me tirar o foco, tentando justificar que eu estava cansado e não haveria problema caso eu decidisse ir dormir para descansar, porém, desta vez sem uso do elástico, mas com uso de diálogo positivo e contrário ao pensamento desmotivador, falei para mim mesmo que neste dia havia prometido que iria concluir o programa (videos e leitura) até o final do módulo 6.

- Este diálogo foi muito positivo, pois retornei para o computador e fiz exatamente da forma que havia prometido para mim durante o dia, e funcionou muito bem o enfrentamento que tive comigo mesmo.

- Deste dia, ficou a reflexão de que o problema não está em mim. O problema na verdade sou eu mesmo, que durante anos moldei minha cabeça para P, portanto basta, chegou a hora da virada.

______________________________

DIA 20/07/2018 - ANIVERSÁRIO DE MINHA EXCEPCIONAL ESPOSA

- Iniciando agora o dia de hoje,  acordei com ereção matinal, algo que já havia algumas que não aparecia.

- Acordei muito positivo, e contente com a realização de ontem. Minha cabeça esta cheia vontade de vencer.

- Me aprontei, e fui me despedir de minha esposa. Desta vez, a ereção se manteve novamente, e com um pouco mais de intensidade.

- Sai de casa e no caminho para o ponto minha cabeça estava cheia de ideias, sobre agenda de atividades e colocar em prática outros ensinamentos de outro curso sobre inteligencia emocional que fiz em Junho.

- Porém, como a mente tem armadilhas bem disfarçadas, chegando próximo ao ponto surgiu um questionamento sobre o processo do revert (não lembro sobre qual ponto do aprendizado eu racionalizei e questionei), e demorei uns 5 segundos para entender o que estava acontecendo. Neste momento, utilizei o elástico e desta vez também expulsei o pensamento ruim falando "pode sair daqui, não quero saber de questionamento, o processo é para ser praticado e não questionado, irei seguir os passos, vá embora".

- Depois deste enfrentamento me senti mais forte e mais capaz, mas também mantive a serenidade de que devo me manter atento a qualquer gatilho ou pensamento ou sentimento e combatê-lo.

- Juntamente, durante o trajeto para o ponto e dentro do ônibus, a ereção se manteve, mas não tive fantasias.

- No caminho para o trabalho, inseri uma nova ferramente, a leitura. Como fico no ônibus por volta de 1hr, decidi que daqui por diante sempre terei um livro junto comigo, pois é uma grande ferramente de enriquecimento intelectual e foco em algo de valor para mente.

- No entanto, mesmo com o livro, durante o trajeto minha ereção se manteve ativa, porém não tive fantasias com P, nem pensei nela. E juntamente da ereção, senti alguns sintomas físicos, como mudanças na respiração e nos batimentos, e como se algo andasse por dentro de mim. Esta situação me deixou inquietos e preocupado, podendo ser uma maneira do vício tentar me manter com ele através disto.

- Porém a falta de uma conexão, seja pensamento ou fantasia me faz pensar que foi algo natural. Mas se alguém puder me esclarecer, até irei enviar uma e-mail para o suporte do programa para sanar essa dúvida, para entender a situação.

- Depois, chegando no trabalho esta situação sessou e começou o dia na empresa, dentro da normalidade novamente.

- Na hora do almoço, como habitual, conversei com minha esposa e estas conversas tem sido de importantes debates sobre o programa e entendimentos sobre o vício e as formas de combatê-lo. Nosso dialogo está sendo mantido e tem sido importante.

- Voltando para casa, ocorreu uma situação chata. Estava no telefone com minha esposa e ligação caiu. Normalmente eu envio um "me liga" logo em seguida, caso ela demore para ligar, mas desta vez eu fiquei esperando um pouco e logo em seguida decidi dar uma cochilada.

- Devido a falta de área do aparelho ela não conseguir falar novamente comigo em seguida, e somente por volta de 20 minutos após ela conseguiu.

- Atendi e ela estava chateada que não enviei o "me liga" como habitualmente, e então falei que esperei um pouco ela retornar e decidi tirar uma cochilo.

- Mas da forma que aconteceu, fugindo de meu comportamento habitual, ela acreditou que eu estava mentindo e não retornei porque dei espaço para o vício de alguma forma.

-  Ela não quis mais ficar no telefone, e então comecei a pensar como lidar com ela. Tenho a consciência do sofrimento que ela vem passando, há muitos anos já, e por nenhum momento pensei em brigar, ou ser agressivo e grosseiro, afinal, não tenho mais a credibilidade que já tive um dia. Pensei em dar espaço para cabeça dela esfriar, mas eu sou péssimo em dar espaço (preciso praticar isto, ela merece espaço para pensar em momentos assim né). E em nenhum momento tive pensamentos tristes ou desesperados, e isto me deixou muito contente, pois lidei com o momento em meu íntimo de forma calma, afinal, ela estava com dúvidas e questionamentos totalmente compreensíveis e aceitáveis, e eu tinha minha certeza que não havia ocorrido nada.

- Chegando em casa, eu quis conversar com ela, porém ela não estava para conversa e pediu espaço. Apesar disto, eu insisti em tentar diálogo, não respeitando o espaço dela, e isto à deixou ainda mais irada. Então me afastei um pouco, mas não tanto quanto talvez devesse para lhe dar espaço de verdade.

- Logo mais tarde, cantamos parabéns (eu, nossos filhos e avó dela) e comemos um bolinho.

- Depois, conseguimos conversar um pouco, ela estava menos aflita com a montanha russe de sentimentos, e sei que ela ficou chateada sem razão, e a desconfiança jamais julgarei, pois fui eu quem à perdi me mantendo no ciclo destrutivo do vício.

- Agora, neste momento, estou lhes escrevendo, e ela vendo uma série que gosta na netflix, e acabamos de fazer pipoca What a Face .

- Sei que não há nada vencido e superado por completo, mas meu ensinamento para hoje é ser paciente, com minha esposa, com meus filhos, com a vida como um todo e acreditar cada vez mais nas ferramentes aplicadas, pois o resultado chega sim, e os sentimentos felizes são ótimos, juntamente com o sentimento de sou capaz e irei ganhar todas as batalhas com muito foco e determinação.

_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 907
Data de inscrição : 16/08/2017
Localização : Grécia Antiga
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Abreu - Em Rumo da Vida Extraordinária

em 21/7/2018, 08:34
- Fiquei bastante feliz com esse seu relato, rapaz! As técnicas que você vem praticando durante o Reboot são de grande valia para sua recuperação. Incluindo que esse é um dos fatores bem importantes para está ativo e repreensivo no trabalho.

- Quando esses pensamentos questionários vier, utilize a técnica do elástico como "repreensão". Também recomendo você conversar mais com sua esposa para promover outras técnicas de repugnar os gatilhos. 

- Tire um tempo e sente-se com ela na cadeira! Como você é um rapaz que inova planejamentos, faça isso! Estude seu próprio vicio. Isso vai te deixar mais forte e, sábio de como os prazeres funciona em seu corpo. E ainda, mostrará a sua mulher que realmente estás engatado no método com o desejo de mudar.

- E LEMBRE-SE: Qualquer coisa que sua esposa falar, seja puxar sua orelha, te repreender! Compreenda, pois sua mulher é um suporte para sua recuperação!

- No mais, você apresenta sinais de melhora, desejamos que continue com esse percurso no Reboot! Mostre para sua esposa que serás um melhor marido daqui por diante! Demonstre que és um pai preparado e mais forte que um vício malicioso, dessa forma, sua mulher ficará feliz! 

- Pratique todos os métodos, pois é de baixo que começamos, quando estiver evoluído, terá bons resultados como está tendo agora! Parabéns por sua esposa, desejo toda felicidade para vocês. Um grande abraço. Torne sua família uma das melhores que você terá daqui por diante.

_______________________________________
 

Torne sua mente saudável, santificada, alegre e agradável por Deus! Não contamine sua mente com coisas pecaminosas.
Seu futuro está nas suas mãos, não deixe a PMO roubar todas atividades produtivas
A Pornografia pode tirar a sua vida! Como já destruiu a de muitos atores! Por isso, vista de toda armadura de Deus para não cair no laço de Satanás. (Efésios 6)  Like a Star @ heaven

          QUER ACESSAR MEU DIÁRIO?
               DIÁRIO DO BOINADOR - LIBERTAÇÃO  ®️
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Abreu - Em Rumo da Vida Extraordinária

em 22/7/2018, 14:08
RosseauStrong escreveu:- Fiquei bastante feliz com esse seu relato, rapaz! As técnicas que você vem praticando durante o Reboot são de grande valia para sua recuperação. Incluindo que esse é um dos fatores bem importantes para está ativo e repreensivo no trabalho.

- Quando esses pensamentos questionários vier, utilize a técnica do elástico como "repreensão". Também recomendo você conversar mais com sua esposa para promover outras técnicas de repugnar os gatilhos. 

- Tire um tempo e sente-se com ela na cadeira! Como você é um rapaz que inova planejamentos, faça isso! Estude seu próprio vicio. Isso vai te deixar mais forte e, sábio de como os prazeres funciona em seu corpo. E ainda, mostrará a sua mulher que realmente estás engatado no método com o desejo de mudar.

- E LEMBRE-SE: Qualquer coisa que sua esposa falar, seja puxar sua orelha, te repreender! Compreenda, pois sua mulher é um suporte para sua recuperação!

- No mais, você apresenta sinais de melhora, desejamos que continue com esse percurso no Reboot! Mostre para sua esposa que serás um melhor marido daqui por diante! Demonstre que és um pai preparado e mais forte que um vício malicioso, dessa forma, sua mulher ficará feliz! 

- Pratique todos os métodos, pois é de baixo que começamos, quando estiver evoluído, terá bons resultados como está tendo agora! Parabéns por sua esposa, desejo toda felicidade para vocês. Um grande abraço. Torne sua família uma das melhores que você terá daqui por diante.

RosseauStrong, obrigado pelas palavras. Fiquei muito feliz com suas observações. E acredito sim que, o diálogo com minha esposa é muito importante nesta recuperação.

_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Dia 21/07/2018

em 22/7/2018, 14:33
- Ontem eu possuía algumas pequenas metas que foram definidas ao longo da semana com minha esposa. E uma em particular, comigo mesmo.

- A meta comigo mesma é vencer um pouco a procrastinação, e ser mais ativo, não somente pela manhã, mas ao longo do dia, pois há algum tempo já tenho sido muito preguiçoso e desleixado em diversos pontos da minha vida.

- Ontem sim, novamente fiquei dormindo um pouco mais, até por volta de 9hrs, mas mesmo assim ao levantar estava com as metas na cabeça.

- Sendo assim, acordei, tomamos café em família. Eu e minha esposa conversamos um pouco, sobre como acordei, como estavam as sensações, principalmente pois na sexta-feira, houveram algumas sensações e ereção continua pela manhã. Conversamos também sobre o método e as ferramentes de combate ao vício.

- Após, sai de casa para completar uma das metas, lavar o carro, principalmente o motor, para poder levar o mesmo ao mecânico na segunda para verificar um possível problemas que identificamos. E com sugestão da minha esposa, até porque eu estar sozinho sempre foi motivo para fantasiar e consumir P, fui com meus filhos juntos.

- Rodamos um pouco, conversando com o mais velho (11 anos) e o mais novinho (3 anos) curtindo o passeio. Completada a missão Razz voltamos para casa.

- Minha esposa estava fazendo uma faxina no andar de cima, e me pediu para partir para o almoço. Nisto, ela lá em cima e eu no andar de baixo poderia ser motivo para algo ruim acontecer, mas porém, sei que ela confiou que eu estou realmente querendo sair deste tonel de porcaria, e fiz um almoço maneiro e o tempo todo pensando em coisas positivas, sobre nossa vida juntos, nossos planos, e mantendo a concentração na comida pra não fazer feio Laughing .

- Almoçamos, e com a benção de Deus ninguém passou mal, kkkkkkkkk (estava gostoso, eu acho What a Face ). Ficamos assistindo um pouco de TV, quando o Leonardo (Leo = filho de 3 anos) pegou no sono.

- Com isto, ficamos "panguando" um pouco no quarto ( panguando = fazendo nada de importante, de barriga pra cima na cama), esperando o repouso do Leo para irmos no parquinho (essa era a outra meta do dia).

- Brinquei um pouco com o Be (Bernardo = filho de 11 anos)) enquanto minha esposa repousava até o Leo acordar.

- Acordado, nos arrumamos e fomos na pracinha um pouco, cerca de 1hr apenas, pois já estava anoitecendo.

- Voltamos para casa, tomamos um café e após eu e minha esposa viemos jogar um pouco (nós somos "gamers", nos conhecemos jogando o mesmo jogando, namoramos 1 ano e meio à distância).

- E com isto podemos encerrar este dia com muita positividade, metas pequenas, mas que eu deixava de lado, concluídas e bastante felicidade por estar progredindo positivamente no programa e na minha melhora. Avante !!

_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

22/07/2018

em 22/7/2018, 22:52
- Boa noite à todos.

- O dia de hoje foi de tranquilidade.

- Hoje pela manhã, acordando normalmente, por volta de 9hrs.

- Eu e minha esposa preparamos o café e sentamos a mesa com as crianças.

- Após, fui para sala ver F1 (gosto muito de assistir), e algo que me deixou surpreso aconteceu. Minha esposa veio para o computadores resolver algumas coisas. Mas o que isso tem de grande coisa? Eu fiquei no primeiro andar e ela no segundo, e isso demonstra para mim que ela não perdeu toda a fé em mim, e que ela também esta conseguindo deixar a própria mente mais leve, quanto à tudo que aconteceu.

- Logo no final da corrida, tivemos uma conversa, onde ela expôs grande receio ao últimos dois dias, devido a repentina melhora da minha parte. Mas permaneço convicto de que sendo esta a minha verdade, com o passar do tempo, dos dias e semanas ela ficará melhor.

- Não adianta eu pensar em agir de maneira a fazê-la sentir-se melhor. Preciso ser honesto comigo, mantendo o foco no programa e mantendo o foco na constante melhora.

- Mais tarde, por volta de 15hrs sentamos na sala para assistir um filme, e este momento foi muito especial. Tivemos uma gostosa troca de carinho durante a sessão e isto me deixou muito feliz.

- Após, durante o restante do dia, até às 20hrs mais ou menos, ficamos jogando juntos, com nossos filhos próximos.

- Para o fim da noite, uma sessão filme/pizza, com a família toda, juntamente com a avó da minha esposa.

- Como ensinamento de hoje, reforço a paciência, com o programa, com a evolução e com os sentimentos da minha esposa. Gostaria muito que ela ficasse bem e pudesse corresponder com mais tranquilidade, mas são grandes as feridas que ela esta curando, e ainda consegue me dar todo o suporte nesta jornada. Sou imensamente grato à Deus por ela.

- Forte abraço e que venha a próxima semana!

@edit: Esqueci de mencionar, amanhã terei um relato de uma grande superação pessoal contra um sintoma negativo que me me acompanha a muito tempo.

_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 761
Data de inscrição : 21/09/2015
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Abreu - Em Rumo da Vida Extraordinária

em 23/7/2018, 15:05
Abreu,

Que bom que as coisas estão caminhando de forma positiva, você e sua esposa terão que reconstruir a confiança mútua e não adianta ela demora um pouco para se restabelecer, mas ela volta com o tempo. 
Gosto das suas reflexões sobre as coisas que foi deixando de lado por conta do vício, inclusive os agrados a sua esposa então o reboot será uma boa para deixar o relacionamento de vocês melhor, tentem forcar nas coisas positivas e se redescobrirem aos poucos, como um novo namoro. 

Espero que você conquiste muito mais do que esperava nesse reboot, você é uma ótima pessoa te desejo o melhor. 

BEIJOS
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Abreu - Em Rumo da Vida Extraordinária

em 23/7/2018, 21:21
Domi1 escreveu:Abreu,

Que bom que as coisas estão caminhando de forma positiva, você e sua esposa terão que reconstruir a confiança mútua e não adianta ela demora um pouco para se restabelecer, mas ela volta com o tempo. 
Gosto das suas reflexões sobre as coisas que foi deixando de lado por conta do vício, inclusive os agrados a sua esposa então o reboot será uma boa para deixar o relacionamento de vocês melhor, tentem forcar nas coisas positivas e se redescobrirem aos poucos, como um novo namoro. 

Espero que você conquiste muito mais do que esperava nesse reboot, você é uma ótima pessoa te desejo o melhor. 

BEIJOS

Domi, boa noite.

Obrigado por estar acompanhando minha jornada, e obrigado pelas palavras.

Sem dúvida, com muita positividade e foco na melhora constante alcançarei minha meta de uma vida extraordinária !

_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

23/07/2018

em 23/7/2018, 22:05
Boa noite à todos.

- Olhem, a sensação é de ficha que ainda não caiu, mas os benefícios, os bons sentimentos, a certeza de que estou mudando minha vida para melhor é imensa.

- Como comentei no diário ontem à noite, havia uma promessa para comigo mesmo, e foi cumprida, e logo abaixo lhes contos.

- O despertador tocou às 05:00 (uma vez, sem soneca, sem mais chances para dormir mais um pouquinho). Ainda existiram pensamentos de preguiça e procrastinação, mas derrubei qualquer chance. Vesti a roupa leve para exercícios, calcei o tênis para tal, que nunca usei para me exercitar à sério.

- Quando abri a porta da sala, veio um frio da madrugada, que me fez ter mais um pensamento de "será?".

- Mas o "será?" já não tem mais espaço, pois o comprometimento é comigo, não é com ninguém mais. O bem que irá refletir em minha família será consequencia da minha mudança pessoal, e não há outro caminho, eu sou um vencedor !!

- O frio era real, então voltei ao quarto, e com ajuda da minha esposa encontramos um casaco para exercício.

- Desci novamente, e a expectativa em minha mente era enorme e o senso de realidade de minhas limitações de 7 anos sem me exercitar também existia, pois estou sendo real, estou muito feliz e crente da minha mudança, mas sem tirar os pés do chão, não posso baixar a guarda para um vício que me acompanha a 16 anos, mas também não posso deixar isso bloquear as alegrias das conquistas.

- Sai de casa, e numa questão de 5 segundos comecei a correr, com passos curtos, sem pressa, sem afobação, mas com muita euforia, alegria, felicidade de ter dado um passo que a 7 anos eu deixei no cantinho, pegando poeira, deixando apenas a preguiça prevalecer, junto da melhor amiga dela, a procrastinação.

- Durante o percurso da corrida, foi uma batalha para sincronizar a respiração (sou fumante¹, só para contribuir com esta situação), mas em momento algum pensei em desistir. A vontade era de correr até o fim do dia, ou até minhas pernas pedirem socorro Laughing , mas também havia compromisso de ir trabalhar e a noção de que não sou nenhum super-homem ou o the flash Rolling Eyes .

- Foram 11 minutos e 2km. A alegria era enorme, pois eu superei uma muralha que havia construído perante esta realidade, e nunca imaginava antes que iria explodi-la pelos ares.

- Cheguei em casa, e ainda peguei o nosso cachorro para dar o passeio matinal, fazer o xixi básico. Retornando, fui tomar banho para poder ir trabalhar.

- Durante o dia, a sensação era de realização, de sucesso, de crença mais positiva e mais assertiva. Conversei bastante com minha esposa de manhã, no horário do almoço, e no retorno para casa. Ela também ficou imensamente feliz, me parabenizou pela conquista deste dia e sei que nossos laços estão se reforçando a cada dia.

- Sinceramente, a ficha ainda não caiu por completo, mas eu sinto mais do que nunca que o caminho está certo e que minha verdade vem surgindo a cada dia, a cada pensamento positivo.

- Agora ao final do dia, ela também fez o relato dela, em post próprio aqui no fórum, e nossas jornada esta muito fortalecida, e sem dúvidas, nossa relação também. Um dia de cada vez, uma vitória de cada vez, com muita sinceridade, honestidade e sobriedade.

- Sem dúvida, hoje os ensinamentos e conclusões são de grande alegria por superar um obstáculo tão grande, que minha própria mente havia criado. E o resultado: entender exatamente a expressão "nós somos capazes de mudarmos a nós mesmos, mas para isto precisamos ser verdadeiros conosco, antes de sermos verdadeiros com qualquer outra pessoa e a mesma força que nos derruba, quando direcionada corretamente poderá nos levantar e possibilitará que alcancemos os mais altos objetivos".

- Com muita felicidade lhes desejo uma ótima noite e até amanhã.

Forte abraço !!


_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Dia 24/07/2018

em 24/7/2018, 21:35

  • Boa noite à todos.


  • Continuação dia 23/07/2018:

- Ontem, após meu relato, fui repousar na cama, junto da minha esposa.

- Ela colocou uma séria da netflix para assitir e eu reposeu em seus braços para adormecer, porpém, começamos a nos acariciar. Inicialmente, o carinho dela estava mais presente que o meu, porém os segundos foram passando e a sensação de afeto e carinho foi aumentando, e comecei a retribuir de maneira mais ativa. Foram momentos de carinhos tão suaves, delicados, carregados de emoções que a muito tempo não floresciam em nosso corações. Em algum tempo o carinho foi ficando mais forte, mas sem perder a suavidade.

- Em poucos minutos começamos a nos beijar, um beijo longo, que foi maravilhoso, e foi evoluindo para um amasso mais caloroso, com mais envolvimento corporal dela e meu.

- Já no ponto mais alto do grande momento, eu estava sentado na cama e ela por cima, apenas sentindo o contado de nossos corpos. Foi uma experiencia sensacional, e que manteve-se por incríveis 2hrs e 30min, mais ou menos, uma vez que, passaram-se quase 3 episódios da série que ela precisou voltar no dia de hoje para assistir, fato que ela descobriu e me contou hoje, e eu ainda não consigo acreditar que foram tanto tempo, pois minha impressão foi de 30~40 minutos. É real emente incrível como passou rápido, sem que notássemos.

- Isto não saiu mais da minha mente naquela noite, e pela manha as recordações ainda eram fortes, e os sentimentos também.

- Mas também surgiu dúvida entre nós, se foi algo certo, se não foi, se deveríamos ter nos policiados mais para não ter acontecido.

- Porém lhes falo, não houve envolvimento algum com P, e depois não criei fantasias, apenas tive lembranças de um momento muito prazeroso e especial.



  • Início dia 24/07/2018:

- Mais um dia, e mais vitórias.

- Inacreditavelmente, até para mim, acordei novamente às 05:00, sem ceder para preguiça, e me aprontei para a corrida.

- Desta vez, novamente a preguiça e a procrastinação quiseram espaço, mas mandei as duas para longe.

- A cabeça é engraçada mesmo, pois hoje estava de manhã, com dores na parte posterior das coxas e até isso a preguiça tentou usar de argumento.

- Chega, basta, não vou ceder para nada que me mantenha no lugar ou que me faça dar um passo atras. Só aceitarei passos para frente !

- Fiz minha corridinha novamente, no começo mais devagar por causa das dores, mas depois o corpo esquentou e fiquei numa boa.

- Voltando, levei o cachorro para passear, e uma ereção sem igual chegou, e a lembrança da noite anterior também, muito forte.

- Fui trabalhar, e no caminho ao ponto de ônibus cantei comigo mesmo. Depois pensei em um projeto pessoal para minha vida profissional e em nosso momento.

- Após, já no ônibus, fiz minha leitura matinal, conforme novo hábito que estou construindo, e lutei contra um sono que tentou roubar meu foco, mas sem sucesso, pois eu que comando a direção do barco da minha vida, eu sou o capitão.

- Após a leitura, tirei um breve cochilo até chegar ao destino.

- No trabalho, dia muito bom, consegui ter um rendimento muito bom, melhor dia desde que retornei de férias no incio do mês.

- Ao fim do dia, retorno para casa e agora lhes afirmo, aceitar o programa e dedicar-se à mudança de hábitos e estilo de vida faz grande diferença !


  • Forte abraço á todos e sigamos fortes !!

_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Abreu - Em Rumo da Vida Extraordinária

em 24/7/2018, 23:51
Preciso confessar uma situação à vocês.

Na postagem acima, a parte sobre a continuação do dia 23/07 eu havia esquecido de postar. Mas não só esquecido, eu não lembrei do momento especial que tive com minha esposa para incluir aqui, como lembrei nitidamente do momento importante da corrida.

Neste momento, após ela ter lido a primeira versão (que não incluía a continuação do dia 23/07_, está imensamente magoada e triste, pois acredita que eu não a ame, e que o que ocorreu ontem foi superficial, ou uma mentira, ou uma substituição minha de P, e que não há futuro para nosso relacionamento.

Talvez ela esteja certa em todos os pontos, talvez não.

Eu sei que a amo, mas talvez meu entendimento de amor seja distorcido da realidade, ou eu realmente a ame e ela esta sofrendo pois eu esqueci um momento tão especial.

Conversando com ela agora há pouco, levantei a hipótese de que pode ser um sintoma do vicio, bloqueando esta memoria e me fazendo não lembrar para relatar, pois na parte da manhã e no almoço de hoje conversamos sobre nosso momento e agora a noite eu não lembrei, como lembrei de outros fatos tão importantes e de até menor importância.

Ou talvez ela esteja certa, e fingi tudo de manhã para disfarçar, e continuarei a magoa-lá enquanto não cair na realidade que não a amo de verdade.

Mas eu acredito que meu sentimento seja verdadeiro, mas estou sendo muito cruel com ela, pois até nesse momento, ela me pedindo espaço para esfriar a cabeça e acalmar o coração eu fiquei perturbando ela, tentando melhorar as coisas "na força", e ela pedindo um tempo para pensar.

Eu não vou desistir de toda minha superação até aqui, e não quero que meu relacionamento acabe, mas também não posso desrespeitar minha esposa novamente, seja em seu espaço, ou em suas decisões.

Não queria estar relatando isso, mas nem só de momentos bons que a vida é feita, e no reboot precisamos encarar a realidade, sem fugir de nada, então segue este relato de fim de noite, de maneira que eu não esperava.



_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Dia 25/07/2018

em 25/7/2018, 21:58
Boa noite à todos.

- Hoje o dia começou difícil. Muitos pensamentos tentando me justificar que não precisava correr hoje, que não precisava manter a mesma motivação.

- Ontem, após o último post me inundei de pensamentos melancólicos, com muito medo de ter chegado ao fundo do poço e perdido meu relacionamento.

- Consegui sair, correr, e manter a construção deste novo e saudável hábito, mas não foi nada simples.

- Depois, voltando para casa, eu tentei conversar com minha esposa, mas novamente não respeitei o tempo dela, e fiquei insistindo em um diálogo onde eu não tinha nada de concreto para falar e só importunei a paciência dela.

- Sai de casa, de pois de muito insistir, e no caminho para o ponto ela me ligou preocupada com os pensamentos que poderiam me invadir, mas eu falei para ela que não deixarei mais o vicio me torturar. Eu sofri, estava doendo muito pensar sobre o que ocorreu e sobre possíveis consequências, mas não tenho mais saco para aturar esta autodestruição continua, agora que possuo consciência do todo.

- Ela ainda comentou, como que eu esqueci, como que não lembrei no momento do relato, se cerca de 10~15 minutos antes nós estávamos conversando sobre o momento especial?

- Nem eu tenho a resposta, mas acredito que foi um sintoma de perda de memória, pois eu realmente conversei com ela, e 15 minutos depois estava aqui, escrevendo no diário e não tive a lembrança em minha mente, e não relatei, como se tivesse sido algo sem importância.

- O dia transcorreu um pouco difícil, mas eu não deixarei o vício se aproveitar.

- Na hora do almoço tentei ainda insistir em diálogo, mas ela precisa de tempo, esta machucada e eu não estou sabendo lidar com isso.

- Voltando para casa, novamente no telefone foi dificil conversar, ela esta triste, muito magoada, sentindo-se em desamor, e não está sem razão, pois por mais que eu acredite que tenha sido o vício me bloqueando a memória, ela não conseguirá ter certeza da minha realidade da noite pro dia.

- Continuarei aplicando as atividades do processo e focando na melhora continua. Não darei espaço para nada relacionado ao vício, cansei dessa vida ligada à ele.

- No mais, desejo uma ótima noite à todos, e falo para vocês, continuem acreditando em suas capacidades. Mesmo com tristeza, somos capaz de viver um momento ruim, como qualquer pessoa normal vive, e não ceder para um vício, que só nos destrói.

_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 907
Data de inscrição : 16/08/2017
Localização : Grécia Antiga
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Abreu - Em Rumo da Vida Extraordinária

em 26/7/2018, 18:24
- Abreu, um dos pontos principais que te mantem firme durante este percurso é a POSITIVIDADE! Você é um rapaz bastante positivo, que independente dos pensamentos, fantasias, emocional, você consegue criar motivações para praticar as atividades produtivas! Continue neste percurso, pois a forma que estás fazendo ativa o BLOQUEADOR MENTAL que é responsável pela rejeição das fantasias e questionamentos que ocorrem inconscientemente.

- Em relação a sua esposa, não sei oque falas-te que deixou ela triste. Mas não se preocupe em relação a isso, essa fase ocorre em todo relacionamento! Chegará uma hora que a mesma pedirá desculpa, pois quem está ganhando é a sua recuperação e mostre para ela que fará boas coisas através do Reboot! Inclusive, sua mulher é uma pessoa que também precisa de uma recuperação, meu camarada! Ela já passou por graves situações nesta vida, entenda isso, caso ela tiver triste, seja uma âncora de motivação para animá-la! Vocês são um casal.

- Também recomendo algo para você se motivar, seja no áudios, livros. Essa sua caminhada está sendo ótima, Abreu. Mas procure alguns vídeos motivacionais que ative seu sistema de decisão! Ou até mesmo escreva o motivo de estar no Reboot! São táticas essenciais que bloqueará os questionamentos inconsciente que ocorre durante o processo.

- No mais, continue participando dos diários aqui no Fórum para pegar uma experiência! E não esqueça de postar em seu diário, aqui é uma fonte de aprendizagem! Um grande abraço, meu boinador! Estamos juntos.

_______________________________________
 

Torne sua mente saudável, santificada, alegre e agradável por Deus! Não contamine sua mente com coisas pecaminosas.
Seu futuro está nas suas mãos, não deixe a PMO roubar todas atividades produtivas
A Pornografia pode tirar a sua vida! Como já destruiu a de muitos atores! Por isso, vista de toda armadura de Deus para não cair no laço de Satanás. (Efésios 6)  Like a Star @ heaven

          QUER ACESSAR MEU DIÁRIO?
               DIÁRIO DO BOINADOR - LIBERTAÇÃO  ®️
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Dia 26/07/2018

em 26/7/2018, 22:54
Boa noite á todos.

- Hoje pela manhã, foi bem difícil conseguir manter a motivação e energia, dos 4 dias que já pratiquei a corrida pela manhã, sem dúvida, este foi o pior para iniciar.

- Muito pensamento de ficar na cama, folgar a corrida hoje, e bla bla bla.

- Venci, mas foi uma batalha bem ruim contra a preguiça.

- Depois, levei o cachorro para passear e após comecei a me arrumar.

- Em questão de P e M, tudo tranquilo, sem pensamentos, sem vontades, sem fantasias, as ereções matinais estão voltando com mais vigor, ficando até difícil urinar logo ao acordar.

- Sai de casa, fui para o trabalho. O caminho até o ponto eu me cobrei pra caralh* do porque da meu esquecimento.

- Na conversa matinal com minha esposa, por telefone, eu estava muito revoltado com o "passo atrás" que dei ao esquecer do nosso momento especial, ou pelo menos por achar ainda que tinha esquecido. Foi uma conversa importante, assim como a conversa que tivemos no horário do almoço. Realmente, pode não ter sido uma questão de esquecimento, mas como estou no processo, a religação é parte, e também é parte enfrentar o vício e suas consequências, ou seja, a perda de interesse por minha esposa no dia seguinte a um momento tão gostoso.

- Tive duas resposta de um e-mail que enviei ao suporte do programa. A primeira esclareceu o "amasso" que tivemos não foi errado, foi natural, e um passo de religação, apesar do pós ter sido de distanciamento e falta de demonstração de interesse, carinho e amor de minha parte (o que vem se repetindo em um looping durante praticamente todo nosso casamento).

- A segunda resposta, esclareceu que não posso julgar com exatidão nenhuma situação adversa, pois estou ainda no início do processo e muitos dias ainda estão por vir, coisa que minha esposa já havia falado, que não temos como saber se foi falta de amor/carinho/interesse por causa do vício ou não.

- É até engraçado, mas nem tanto, ela quase sempre raciocina muito bem sobre uma situação e tem a resposta certa, e eu poucas as vezes dou ouvido logo. E quando percebo a realidade eu caio na real que ela já havia falado sobre. Vale a reflexão de escutar mais a esposa  Laughing .

- Durante o dia de trabalho consegui manter um bom foco nas atividades e ter um dia bem produtivo.

- Ao longo da tarde, fui pensando, colocando a cabecinha para funcionara e entendendo o momento do processo que estou e que estou me dedicando de verdade à ele, e que preciso de paciência comigo, com o processo e principalmente, com minha esposa que tem suportado tanto sofrimento, a tanto tempo.

- Agora ao final do dia, estou muito melhor do que quando acordei, estou mais positivo, mais feliz, mais alegre pelas vitórias e pela esposa que me da suporte sempre, ela é especial demais.

- É senhores, não é nada fácil. Não subestimem o vício e seus efeitos e consequências, pois ele pode agir mesmo você acreditando estar no comando.

Forte abraço !!

_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 761
Data de inscrição : 21/09/2015
Ver perfil do usuário

Re: Diário do Abreu - Em Rumo da Vida Extraordinária

em 27/7/2018, 13:21
Olá Abreu,

Então há algumas observações sobre os relatos dos últimos dias: 

O seu reboot ainda está muito no começo, é normal ficar confuso, ter muitas ideias na cabeça, questionamentos por isso apenas tenha o objetivo na mente e siga o seu dia tomando os cuidados necessários conforme você está sendo ensinado. 

Sexo real SEMPRE é bem vindo, por isso se não rolou fantasias você não se preocupe em resetar nada ok?
Sexo natural é o que queremos que você faça, aqui não é um fórum sobre castidade não é?

Sobre o esquecimento, nesse começo sua cabeça vai focar mais no sexo mesmo, pois sua memória ainda é porno. Pense comigo, nos filmes o que você menos lembra é da história dele antes do sexo, se é que não pula, se é que tem, pois o sexo é o mais importante, na pornografia tudo o que passou é subjugada pelo momento do sexo, ou seja, o momento especial que vocês tiveram foi só a introdução ou a finalização do sexo. Você tem consciência que foi especial mas vamos ser sinceros, o que foi especial para você mesmo foi o sexo não foi? 

Mas não há nada de errado em achar o sexo especial, ele foi com certeza, e sua mulher não entendeu do quão especial aquele sexo foi para ti, mas é só porque para ela o sexo é uma continuação ou uma consequência de um momento inteiro, para ela pouco importa se foi de de duas horas ou quinze minutos, o sexo foi a cereja do bolo, mas nenhuma cereja vale o bolo to não e? Por isso que ela ficou chateada, você lembra da cereja, mas não sabe o sabor do bolo que comeu.... 


Você não precisa pensar como sua mulher, mas precisa começar a prestar mais atenção nos bons momentos do dia, nos detalhes felizes, dar importância nas carícias e no carinho, não sexualizar todos os momentos com sua mulher, assim sua vida será muito melhor, assim como a vida de quem te cerca. Você precisa achar sua mulher linda, mas nem sempre de forma erótica, as vezes é preciso ser um ursinho de dormir em vez de uma fera na cama. Você necessita trabalhar nisso também.

O reboot está no começo, não cobre de você uma mudança tão rápida, só te deixará frustrado.

Agora por último eu não acho bom a sua mulher ler o seu diário, assim como não acho bom que você leia o diário dela. 

Há coisas que vocês precisam relatar e que não precisa do outro saber, pois as vezes foi algo banal e que passou logo mas para o seu parceiro foi uma afronta. 
Assim como ela não pode escrever de forma a comedir palavras ou escrever de forma a te atacar. 
Os diários servem para você poder descarregar qualquer pensamento ou dúvida sem censura, mas sabendo que a pessoa mais importante da sua vida vai ler a censura moral vai passar antes. 

Tenha um bom dia e espero que a paz se torne uma rotina maior na vida de vocês
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Dia 27/07/2018

em 27/7/2018, 22:30
Boa noite à todos.

- Dia começou mole, eu mais uma vez tive que lutar contra a senhora preguiça para praticar a corrida, mas consegui, e graças a Deus finalizei a primeira semana de nova rotina com atividade física. Fácil? Não. Valeu a pena? Sem dúvida.

- Principal mudança que enxerguei neste processo desta semana, de não deixar o velho hábito da preguiça ganhar foi uma diferença na minha energia durante o dia.

- Eu estive mais ativo, meu trabalho rendeu mais, e a felicidade de conseguir começar a construir uma nova etapa da vida é muito show.

- De manhã, também passei por um período de forte excitação/tesão. Tive vontade de devorar minha esposa antes de ir trabalhar, mas me contive, afinal, ela esta magoada ainda e preciso dar o tempo dela.

- Este é um ponto que estou começando a exercitar hoje. Dar tempo ao tempo, deixar ela em paz e não insistir em chateação como faço de costume.

- No restante do dia, algumas dúvidas e questionamento me surgiram a respeito dos próximos dias. Quero muito vencer o vício, e quero melhorar, mas preciso manter o foco e os pés no chão, sem vacilar e dar chance pro vício querer me consumir. Não permitirei.

- No mais, estou com grande vontade de ficar próximo da minha esposa, mas ela esta se restaurando, e os conselhos do @Rosseau e da @Domi1 são muito importantes. Não devo cobrar demais de mim, estou apenas no dia 9, um décimo do tempo total apenas. E minha esposa merece minha compreensão, pois ela também passa por tempos difíceis a muito mais tempo.

- Nesta semana, aprendi a superar obstaculos, entender que preciso de mais paciencia comigo e com meu casamento/esposa e que o diário é importantíssimo para me manter conectado comigo, com a recuperação e ter uma troca de ideia que enriquece o processo todo.

Obrigado à todos que comentaram, leram, e visitaram. Forte abraço, e rumo a vida extraordinária.



_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Dia 28/07/2018

em 29/7/2018, 23:20
Boa noite à todos.

- Sábado, foi um dia muito complicado no início.

- Acordei com excitação, e imaginei que seria como os outros dias, porém, a manhã foi passando e não foi sessando a excitação.

- Minha esposa observou que eu não estava em meu estado "normal", e eu fui piorando ao passar do tempo.

- Excitação muito forte, ereção que não ia embora, e não havia outro sentido que não seria uma crise de abstinência. Até sintomas físicos eu senti, falta de ar, aperto no peito, corpo formigando, principalmente não região do "amigo".

- Eis que, uma sugestão que minha esposa estava dando durante o passar do tempo, foi determinante. Ela ficou sugerindo eu tomar um banho gelado, e eu fui resistindo, achando que iria passar após algum tempo. Mas em um momento que me escorei no balcão da pia da cozinha, afogante, quase com falta de ar ela falou "não da mais, você precisa do banho gelado". E fomos ao banheiro.

- Realmente, foi um choque térmico muito grande, e o cérebro precisou parar de focar no vício, na abstinência da dopamina para focar no choque que estava levando. Não foi fácil, mas funcionou bem demais, e eu recomendo para todos que estiverem passando por uma crise assim.

- Mais tarde, tentando raciocinar o que ocorreu, chegamos a conclusão que devido à corrida estar presente de segunda à sexta, no sábado, quando não liberei a dopamina através da atividade física, meu corpo entrou em uma certa "crise" de necessidade por dopamina, mas graças a Deus e minha esposa, que é uma grande companheira neste processo, conseguimos combater.

- Neste mesmo dia, saímos para passear com o nosso filho menor, andamos cerca de 1km até o parquinho. Ficamos lá aproveitando à tarde e nos divertindo vendo ele brincar e conversando também. Após cerca de 2hrs~3hrs, saímos de lá e andamos mais um pouco, cerca de 2km. Durante as caminhadas, conversamos bastante sobre o que vem acontecendo, e neste momento que chegamos na conclusão que citei acima.

- Após a superação da manhã, a parte da tarde foi muito ótima, extremamente positiva e nos deixou muito unidos no diálogo.

- À noite, assistimos filme, e adormecemos no sofá, juntinhos, foi muito gostoso estar próximo dela novamente, tanto fisicamente quanto emocionalmente. Mais tarde, acordamos, e fomos para cama.

Dia muito positivo, vencendo uma momento complicado, mas que faz parte do processo. Acredito mais e mais a cada dia que estou na direção certa para uma vida sem artificialidade. Que venham mais vitórias.


_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
avatar
Mensagens : 89
Data de inscrição : 13/07/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Dia 29/07/2018

em 29/7/2018, 23:27
Continuando a postagem...

Domingo, hoje o dia foi de bastante procrastinação.

- Acredito que eu poderia ter sido mais ativo hoje, mas acabei me permitindo ficar mais de preguiça.

- De manhã, acordei pouco antes da minha esposa e fui para cozinha preparar o café. Após este, conversamos um pouco e ela foi jogar um pouco de PC e eu fui ver F1.

- Passado isto, almoçamos e depois subimos para o quarto. Eu iniciei uma jornada para consertar meu computador que estava com problemas (ainda está Neutral ) enquanto ela jogou mais um pouco. Dentro disso, ela deitou um pouco e depois de algum tempo começamos a fazer uma brincadeira, que acabou dando uma esquentada na situação. Estava bem gostosa a brincadeira, até um momento que ela ficou constrangida, sem necessidade, e eu não soube entender a reação dela e fui um pouco grosseiro, deixando ela um pouco chateada, mas nada de tão grave.

- Preciso aprimorar minha compreensão e empatia para com ela. Agi de forma afobada sendo grosseiro, sem pensar direito, e esta atitude não é correta, pois ela tem dado tanta compreensão para mim, e não é justo eu agir como agi.

- Logo mais nosso filho mais velho chegou, e fomos ver um filme em família. Passado este, estamos aqui no quarto, nos preparando para descansar e iniciar a semana amanhã.

Dia de aprendizado para que eu seja mais calmo, pense antes de agir, pois tenho agido demasiadamente errado em situações que já agi certo antes. Irei exercitar minha calma e paciência. Acredito que medição possa ajudar, quero testar para ver se irei gostar e me conectar com a atividade.

Abraço à todos e uma ótima semana !!


_______________________________________
 

Meu Diário: http://www.comoparar.com/t7964-diario-do-abreu-em-rumo-da-vida-extraordinaria.
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum