Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Canaã
Mensagens : 2778
Data de inscrição : 13/01/2016

Sobre os olhares obscenos.

em 13/6/2016, 10:00
Acho importante treinarmos a visão periférica, pois é a partir dela que muitas vezes os gatilhos se manifestam. Quando nossa mente está focada a visão central funciona segundo nosso foco e vontade, mas isso não impede que a visão periférica continue atuando. Vou dar um exemplo, que já citei anteriormente: você esta conversando com uma mulher de seios enormes e com um decote igualmente grande. A tendência é olhar para os seios dela. Isto para um rebooter pode significar o fim e um mar de gatilhos que culminarão na temida prática da PMO. Uma dica é que tu pode direcionar seu olhar (olhar central) para um PONTO NEUTRO. Isso ajuda bastante se estiveres conversando com ela cara a cara. Escolha um ponto neutro no espaço corporal dela e se foque nele. Pode parecer clichê, mas olhe nos olhos. Olho no olho ainda é o melhor foco que podes ter numa conversa.

Outro exemplo, você esta navegando na net (isso já aconteceu comigo) e, de repente, percebe pela visão periférica que há um banner de uma mulher nua no canto da tela. Se você conseguir ignorar a visão periférica e se focar na visão central vai conseguir se manter numa boa. Já aconteceu comigo e me ajudou na hora.
avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Re: Diário do Corredor

em 14/6/2016, 10:05
Blpr escreveu:11 quilômetros de corrida ganha, Corredor?! Estou gostando de ver.

Sucessos sempre!

Grande companheiro de luta Blpr. Tamo junto, meu caro.

Aos poucos, venho superando as dificuldades. Ainda falta muito, mas venho vencendo as batalhas diárias.

Valeu pela força!

_______________________________________
avatar
Blpr
Moderador
Moderador
Mensagens : 5114
Data de inscrição : 30/05/2015

Re: Diário do Corredor

em 18/6/2016, 15:09
Corredor escreveu:
Blpr escreveu:11 quilômetros de corrida ganha, Corredor?! Estou gostando de ver.

Sucessos sempre!

Grande companheiro de luta Blpr. Tamo junto, meu caro.

Aos poucos, venho superando as dificuldades. Ainda falta muito, mas venho vencendo as batalhas diárias.

Valeu pela força!

Estou acompanhando, cara! Recaiu, mas você está até indo bem agora. Conseguiu mais de 11 dias.

Sempre sucessos! O bom de ser vitorioso é que podemos ir mais além.

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


avatar
Canaã
Mensagens : 2778
Data de inscrição : 13/01/2016

Re: Diário do Corredor

em 18/6/2016, 15:16
De volta ao bom combate. Procure estudar o que deu errado e por que a recaída aconteceu; procure se conhecer melhor. Interaja melhor com os bloqueadores e parabéns por não desistir. Este vício vai perdendo força com o tempo, mas é necessário persistir. Procure socializar mais com sua família e exercite algumas atividades extra-net para substituir, gradualmente, a busca de dopamina em PMO por estas outras atividades. Leia sempre o ebook e reveja vídeos do Gary Wilson ou material ligado à ciência do vício.

A chance de recair para mim ainda existe, embora eu esteja com uns 6 meses sem PMO, mas hoje me soa completamente estranho e só de pensar me embrulha o estômago. Não deixe a recaída se tornar um hábito, pois cada vez ficará mais difícil voltar. Não desista nunca, sobretudo. Veja como recaiu; se foi usando o celular e não consegue colocar filtros no celular então troque por um mais barato e sem tantos recursos. O reboot deve ser prioridade na sua vida.

Grande abraço.
avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Re: Diário do Corredor

em 20/6/2016, 07:42
Blpr escreveu:
Corredor escreveu:
Blpr escreveu:11 quilômetros de corrida ganha, Corredor?! Estou gostando de ver.

Sucessos sempre!

Grande companheiro de luta Blpr. Tamo junto, meu caro.

Aos poucos, venho superando as dificuldades. Ainda falta muito, mas venho vencendo as batalhas diárias.

Valeu pela força!

Estou acompanhando, cara! Recaiu, mas você está até indo bem agora. Conseguiu mais de 11 dias.

Sempre sucessos! O bom de ser vitorioso é que podemos ir mais além.


Valeu pela força Blpr. Meu maior desafio tem sido evitar MO. Graças aos conselhos aqui do pessoal quanto aos bloqueadores, não tenho mais acesso aos sites que levavam às recaídas, mas recaí duas vezes por causa de MO...enfim, preciso me libertar dessa vontade....

Força e valeu campeão!

_______________________________________
avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Re: Diário do Corredor

em 20/6/2016, 07:45
Canaã escreveu:De volta ao bom combate. Procure estudar o que deu errado e por que a recaída aconteceu; procure se conhecer melhor. Interaja melhor com os bloqueadores e parabéns por não desistir. Este vício vai perdendo força com o tempo, mas é necessário persistir. Procure socializar mais com sua família e exercite algumas atividades extra-net para substituir, gradualmente, a busca de dopamina em PMO por estas outras atividades. Leia sempre o ebook e reveja vídeos do Gary Wilson ou material ligado à ciência do vício.

A chance de recair para mim ainda existe, embora eu esteja com uns 6 meses sem PMO, mas hoje me soa completamente estranho e só de pensar me embrulha o estômago. Não deixe a recaída se tornar um hábito, pois cada vez ficará mais difícil voltar. Não desista nunca, sobretudo. Veja como recaiu; se foi usando o celular e não consegue colocar filtros no celular então troque por um mais barato e sem tantos recursos. O reboot deve ser prioridade na sua vida.

Grande abraço.


Muito obrigado pela ajuda Canaã. Acho que está faltando para mim é justamente outra fonte de dopamina. Como relatei na resposta ao Blpr, recaí duas vezes por causa de MO. É fogo. Não tenho tido muitas atividades extras, como recomendado. Preciso repensar e tentar novas estratégias essa semana.....

Um abraço!

_______________________________________
avatar
Vingador
Mensagens : 114
Data de inscrição : 16/05/2016
Idade : 46
Localização : São Paulo

Oi Corredor.

em 20/6/2016, 07:56
Acho que, como já havia postado em meu diário, a Masturbação é tão complicada quanto a Pornografia em si. O fato é que nos viciamos em masturbação antes da Pornografia. É o hábito mais antigo. Havia dito que a Masturbação foi a semente que cresceu. Virou árvore e deu o fruto chamado Pornografia. Mantenha o foco e faça como os bons corredores. Se cair, não fique no chão, levante-se e continue!!!
Abraços!!!
avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Re: Diário do Corredor

em 20/6/2016, 08:14
Vingador escreveu:Acho que, como já havia postado em meu diário, a Masturbação é tão complicada quanto a Pornografia em si. O fato é que nos viciamos em masturbação antes da Pornografia. É o hábito mais antigo. Havia dito que a Masturbação foi a semente que cresceu. Virou árvore e deu o fruto chamado Pornografia. Mantenha o foco e faça como os bons corredores. Se cair, não fique no chão, levante-se e continue!!!
Abraços!!!

Oi Vingador.

Valeu, meu caro. O fogo da Mo é que ela está em nossa mente. Podemos bloquear P, mas, no meu caso, tenho lutado muito contra MO. Eu vou tentar mais uma vez, e outra, e outra e outra....não vou desistir de me livrar do vício em PMO.

Preciso de outra fonte de dopamina para mudar esse hábito.

Força na sua jornada!

_______________________________________
avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Re: Diário do Corredor

em 23/6/2016, 07:39
Pela minha falta de sucesso nas últimas tentativas de reboot, tentarei novas estratégias (não estão apresentadas por ordem de importância):

1. Reportar diariamente minhas atividades aqui no fórum. Não tenho feito isso. Acho que o comprometimento social irá ajudar.

2. Para o meu caso de maneira específica, trabalharei com pequenas metas. Vou vislumbrar metas semanais, ao invés de utilizar um contador de 90 dias. As pequenas vitórias poderão me ajudar.

3. No meu diário, reportarei também (e aqui é para o meu caso) se procrastinei alguma atividade relevante. Focarei apenas em atividades relevantes, haja vista que procrastinar algumas pequenas coisas é aceitável, o que não é aceitável são coisas que podem comprometer a reputação.

4. Meditação. Tenho lido há tempos a respeito do assunto, mas estava sem ânimo para implementar. Hoje pela manhã iniciei a leitura de um novo livro que me despertou novamente acerca dos potenciais benefícios dessa prática, chama-se "Atenção Plena", de Mark Williams e um colaborador que não me recordo o nome.

5. Evitar certas séries. Sei que pode beirar a loucura, mas acho que eu não posso me dar ao luxo de assistir Game of Thrones por enquanto. É fogo admitir isso, mas eu sou tão viciado que até isso desperta em mim vontade de MO. Foda.

6. Já deletei todas as redes sociais (nem whats eu tenho) há tempos (para falar a verdade, nunca tive algumas), mas, além disso, irei evitar de clicar em notícias com potenciais gatilhos (aquelas do estilo "Ego", do globo.com).

7. Atividades "extranet": tenho lido bastante, cerca de 2h por dia, mas, além disso, falta um outro item para despejar dopamina no meu cérebro. A corrida era esse item. Tenho me sentido tão desanimado que não consegui retomar esse hábito tão saudável. Por questões profissionais, só poderei retomar tal hábito na segunda, 27. Empreenderei grande esforço para cumprir essa promessa e retomar a atividade. Acho que esse ajuste é fundamental.

8. Tentar uma reaproximação com a minha noiva. Estamos bem, mas muito afastados. Eu tenho evitado contato nos últimos tempos. Ando triste. Ela está reclamando. Ela não sabe, mas é fundamental para o meu reboot. Vou tentar ser mais sociável e trazer alguma felicidade para a vida dela.

Enfim, espero que esses ajustes tragam sucesso ao reboot.

Força a todos!


_______________________________________
sstoon
Mensagens : 112
Data de inscrição : 08/06/2016

Concordo plenamente com essa visão analítica

em 23/6/2016, 09:05
Corredor escreveu:
Vingador escreveu:Acho que, como já havia postado em meu diário, a Masturbação é tão complicada quanto a Pornografia em si. O fato é que nos viciamos em masturbação antes da Pornografia. É o hábito mais antigo. Havia dito que a Masturbação foi a semente que cresceu. Virou árvore e deu o fruto chamado Pornografia. Mantenha o foco e faça como os bons corredores. Se cair, não fique no chão, levante-se e continue!!!
Abraços!!!

Oi Vingador.

Valeu, meu caro. O fogo da Mo é que ela está em nossa mente. Podemos bloquear P, mas, no meu caso, tenho lutado muito contra MO. Eu vou tentar mais uma vez, e outra, e outra e outra....não vou desistir de me livrar do vício em PMO.

Preciso de outra fonte de dopamina para mudar esse hábito.

Força na sua jornada!

Concordo com essa visão, sobre masturbação. E vou um pouco mais além, expondo o que creio ser um ponto de vista talvez um tanto polêmico para alguns, que é o que penso: que a masturbação é um tipo de egoísmo, quando praticada de form solitária, porque não se está proporcionando prazer a outra pessoa. Creio que o ato sexual foi estabelecido para ser realizado por duas pessoas, sendo um macho e uma fêmea. Logo uma única pessoa se auto satisfazer sexualmente é um ato anti natural e egoísta. é como vejo e minha opinião. Um abraço e vitória a cada passo.
avatar
Blpr
Moderador
Moderador
Mensagens : 5114
Data de inscrição : 30/05/2015

Re: Diário do Corredor

em 23/6/2016, 09:07
Corredor escreveu:Pela minha falta de sucesso nas últimas tentativas de reboot, tentarei novas estratégias (não estão apresentadas por ordem de importância):

1. Reportar diariamente minhas atividades aqui no fórum. Não tenho feito isso. Acho que o comprometimento social irá ajudar.

2. Para o meu caso de maneira específica, trabalharei com pequenas metas. Vou vislumbrar metas semanais, ao invés de utilizar um contador de 90 dias. As pequenas vitórias poderão me ajudar.

3. No meu diário, reportarei também (e aqui é para o meu caso) se procrastinei alguma atividade relevante. Focarei apenas em atividades relevantes, haja vista que procrastinar algumas pequenas coisas é aceitável, o que não é aceitável são coisas que podem comprometer a reputação.

4. Meditação. Tenho lido há tempos a respeito do assunto, mas estava sem ânimo para implementar. Hoje pela manhã iniciei a leitura de um novo livro que me despertou novamente acerca dos potenciais benefícios dessa prática, chama-se "Atenção Plena", de Mark Williams e um colaborador que não me recordo o nome.

5. Evitar certas séries. Sei que pode beirar a loucura, mas acho que eu não posso me dar ao luxo de assistir Game of Thrones por enquanto. É fogo admitir isso, mas eu sou tão viciado que até isso desperta em mim vontade de MO. Foda.

6. Já deletei todas as redes sociais (nem whats eu tenho) há tempos (para falar a verdade, nunca tive algumas), mas, além disso, irei evitar de clicar em notícias com potenciais gatilhos (aquelas do estilo "Ego", do globo.com).

7. Atividades "extranet": tenho lido bastante, cerca de 2h por dia, mas, além disso, falta um outro item para despejar dopamina no meu cérebro. A corrida era esse item. Tenho me sentido tão desanimado que não consegui retomar esse hábito tão saudável. Por questões profissionais, só poderei retomar tal hábito na segunda, 27. Empreenderei grande esforço para cumprir essa promessa e retomar a atividade. Acho que esse ajuste é fundamental.

8. Tentar uma reaproximação com a minha noiva. Estamos bem, mas muito afastados. Eu tenho evitado contato nos últimos tempos. Ando triste. Ela está reclamando. Ela não sabe, mas é fundamental para o meu reboot. Vou tentar ser mais sociável e trazer alguma felicidade para a vida dela.

Enfim, espero que esses ajustes tragam sucesso ao reboot.

Força a todos!


Gostei muito deste relatório de reboot. Aqui você pontuou seus pontos fracos e suas forças para lutar contra este vício.

Páginas de notícias são gatilhos. Sempre há aquela sessão de ensaio sensual de alguma atriz ou cantora. Aí sempre bate aquela curiosidade de "beliscar" uma foto. Melhor evitar acesso à estas páginas.

Se for possível aumentar os laços de afetividade com sua noiva, seria legal. Se suas masturbaçoes solitárias tiver alguma relação com esta distância sentimental dela, você pode repensar isto.

Sucessos no reboot, Corredor. Pensa que cada quilômetro é mais importante que a maratona toda.

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Re: Diário do Corredor

em 23/6/2016, 14:30
Blpr escreveu:
Corredor escreveu:Pela minha falta de sucesso nas últimas tentativas de reboot, tentarei novas estratégias (não estão apresentadas por ordem de importância):

1. Reportar diariamente minhas atividades aqui no fórum. Não tenho feito isso. Acho que o comprometimento social irá ajudar.

2. Para o meu caso de maneira específica, trabalharei com pequenas metas. Vou vislumbrar metas semanais, ao invés de utilizar um contador de 90 dias. As pequenas vitórias poderão me ajudar.

3. No meu diário, reportarei também (e aqui é para o meu caso) se procrastinei alguma atividade relevante. Focarei apenas em atividades relevantes, haja vista que procrastinar algumas pequenas coisas é aceitável, o que não é aceitável são coisas que podem comprometer a reputação.

4. Meditação. Tenho lido há tempos a respeito do assunto, mas estava sem ânimo para implementar. Hoje pela manhã iniciei a leitura de um novo livro que me despertou novamente acerca dos potenciais benefícios dessa prática, chama-se "Atenção Plena", de Mark Williams e um colaborador que não me recordo o nome.

5. Evitar certas séries. Sei que pode beirar a loucura, mas acho que eu não posso me dar ao luxo de assistir Game of Thrones por enquanto. É fogo admitir isso, mas eu sou tão viciado que até isso desperta em mim vontade de MO. Foda.

6. Já deletei todas as redes sociais (nem whats eu tenho) há tempos (para falar a verdade, nunca tive algumas), mas, além disso, irei evitar de clicar em notícias com potenciais gatilhos (aquelas do estilo "Ego", do globo.com).

7. Atividades "extranet": tenho lido bastante, cerca de 2h por dia, mas, além disso, falta um outro item para despejar dopamina no meu cérebro. A corrida era esse item. Tenho me sentido tão desanimado que não consegui retomar esse hábito tão saudável. Por questões profissionais, só poderei retomar tal hábito na segunda, 27. Empreenderei grande esforço para cumprir essa promessa e retomar a atividade. Acho que esse ajuste é fundamental.

8. Tentar uma reaproximação com a minha noiva. Estamos bem, mas muito afastados. Eu tenho evitado contato nos últimos tempos. Ando triste. Ela está reclamando. Ela não sabe, mas é fundamental para o meu reboot. Vou tentar ser mais sociável e trazer alguma felicidade para a vida dela.

Enfim, espero que esses ajustes tragam sucesso ao reboot.

Força a todos!


Gostei muito deste relatório de reboot. Aqui você pontuou seus pontos fracos e suas forças para lutar contra este vício.

Páginas de notícias são gatilhos. Sempre há aquela sessão de ensaio sensual de alguma atriz ou cantora. Aí sempre bate aquela curiosidade de "beliscar" uma foto. Melhor evitar acesso à estas páginas.

Se for possível aumentar os laços de afetividade com sua noiva, seria legal. Se suas masturbaçoes solitárias tiver alguma relação com esta distância sentimental dela, você pode repensar isto.

Sucessos no reboot, Corredor. Pensa que cada quilômetro é mais importante que a maratona toda.

Valeu Blpr. Pretendo não apenas ter um discurso coerente, mas também atitudes alinhadas ao desejo de me livrar do reboot. Percebi que os pontos citados são fundamentais para o meu sucesso/insucesso. Trabalharei nisso.

Um abraço

_______________________________________
avatar
Canaã
Mensagens : 2778
Data de inscrição : 13/01/2016

Re: Diário do Corredor

em 23/6/2016, 14:44
Eu sempre pensei que Games of Thrones é um pornô disfarçado. Nunca assisti essa porcaria, quer dizer, quando eu tinha sessões de PMO, antigamente, eu procurava as cenas pornô que existem no seriado.

Ler é muito bom, uma excelente atividade extra-net.

Muito legal a sua preocupação em buscar afetividade-emocional junto a sua noiva. Esse é o resultado do reboot; uma religação mais profunda com outras pessoas.
avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Re: Diário do Corredor

em 23/6/2016, 15:40
Canaã escreveu:Eu sempre pensei que Games of Thrones é um pornô disfarçado. Nunca assisti essa porcaria, quer dizer, quando eu tinha sessões de PMO, antigamente, eu procurava as cenas pornô que existem no seriado.

Ler é muito bom, uma excelente atividade extra-net.

Muito legal a sua preocupação em buscar afetividade-emocional junto a sua noiva. Esse é o resultado do reboot; uma religação mais profunda com outras pessoas.


Fala Canaã. Meu, seria totalmente possível fazer a p. da série sem as cenas de nudez. Mas aí os caras vão lá e recheiam de nudez e aí eu fico com medo de assistir e ficar fissurado. Dá raiva, rapaz.

Fato, eu estava distante da noiva, em partes, por causa da PMO. Falo com ela umas mil vezes por dia por tel, mas estava sem vontade de ter contato físico. Muito foda isso.

Sem dúvidas, a leitura tem sido fantástica. Na verdade, é um hábito que tenho há tempos. Acho que é a única coisa na vida que faço direito....Surprised(. Atualmente, eu deveria ser o "leitor", não o "corredor"....

Valeu pela força.

_______________________________________
avatar
Antônio71
Moderador
Moderador
Mensagens : 1067
Data de inscrição : 16/01/2016
Idade : 46

Re: Diário do Corredor

em 23/6/2016, 21:58
Força, corredor! Os primeiros dias são difíceis mesmo! Vou lhe ser sincero: nos primeiros 15 dias eu achei que ia morrer de tédio. Nada me dava prazer. Queria que um piano caísse em cima da minha cabeça.

É difícil por causa da falta de dopamina. A única fonte de dopamina que seu organismo estava acostumado era a MO e a PMO.

As atividades extra-nets não dão tanto prazer assim, de imediato. A notícia boa, contudo, é que a medida que o tempo passa o seu prazer com tudo na vida vai aumentando ( e a fissura vai diminuindo).

Isso se dá porque, aos pouquinhos, você começa a liberar dopamina de novo, em quantidades cada vez maiores com atividades saudáveis.

Hoje estou completando 100 dias mas no inicio eu não conseguia passar da primeira semana. Recai várias vezes.

A fissura é maior nos primeiros 15 dias. Depois vai ficando cada vez mais fácil. Nessa fase vale tudo: meditar, orar, caminhar na praia, malhar, correr, pedalar em, ir ao cinema...

Se você conseguiu 11 dias, consegue 12, não acha? Vamos colocar essa meta: 12 dias. Se aguentar mais tempo, prossiga.

Estamos aqui, amigo, do seu lado! Pode contar conosco! Um abração: Antônio

_______________________________________
avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Re: Diário do Corredor

em 24/6/2016, 06:46
Antônio71 escreveu:Força, corredor! Os primeiros dias são difíceis mesmo! Vou lhe ser sincero: nos primeiros 15 dias eu achei que ia morrer de tédio. Nada me dava prazer. Queria que um piano caísse em cima da minha cabeça.

É difícil por causa da falta de dopamina. A única fonte de dopamina que seu organismo estava acostumado era a MO e a PMO.

As atividades extra-nets não dão tanto prazer assim, de imediato. A notícia boa, contudo, é que a medida que o tempo passa o seu prazer com tudo na vida vai aumentando ( e a fissura vai diminuindo).

Isso se dá porque, aos pouquinhos, você começa a liberar dopamina de novo, em quantidades cada vez maiores com atividades saudáveis.

Hoje estou completando 100 dias mas no inicio eu não conseguia passar da primeira semana. Recai várias vezes.

A fissura é maior nos primeiros 15 dias. Depois vai ficando cada vez mais fácil. Nessa fase vale tudo: meditar, orar, caminhar na praia, malhar, correr, pedalar em, ir ao cinema...

Se você conseguiu 11 dias, consegue 12, não acha? Vamos colocar essa meta: 12 dias. Se aguentar mais tempo, prossiga.

Estamos aqui, amigo, do seu lado! Pode contar conosco! Um abração: Antônio


Fala Antonio. Beleza?

Cara, obrigado pelas palavras de apoio. Eu preciso transpor essa barreira dos primeiros dias.Preciso ser forte e parar de me acovardar e recorrer à PMO quando o tédio bate à porta.

Exato, no começo a dopamina das atividades "extras" realmente não compensam o prazer da PMO, mas a racionalização de que isso faz muito mal é o que deve prevalecer.

Saber que você também caiu mas conseguiu quebrar várias barreiras é inspirador.

Valeu pela força.

Abração,

Corredor

_______________________________________
avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Dia 1

em 24/6/2016, 06:53
Ontem foi meu primeiro dia de reboot com as novas estratégias (algumas, por questões de agenda, poderei implementar apenas a partir do dia 27/06).

Impressões do meu primeiro dia:

Vontade de PMO: fantasiei muitas vezes durante o dia. Pensei muito em sexo e isso é péssimo. Fiquei desconcentrado, mas não tive vontade exatamente de praticar PMO, mas os pensamentos de situações envolvendo sexo me perturbaram em alguns momentos. Contudo, no primeiro dia não foi difícil ficar sem PMO. Assim como outros caras aqui do fórum, eu fico p. da vida com essas fantasias. Eu não quero fantasiar nada. Quero esvaziar a mente.Em breve irei implementar a meditação. Tentarei usá-la como mecanismo para ajudar na redução das fantasias.

Procrastinação de atividades relevantes: ontem eu procrastinei menos. Devo muitas coisas ainda para as pessoas. Tenho compromissos relevantes atrasados, mas estou trabalhando firme. Isso é bom.O ruim é que muitas vezes me pego fantasiando, como reportado anteriormente. Isso tira meu foco,mas, pelo menos, estou com a mão na massa.

Internet: pessoal,estou com as seguinte dificuldade: estou trabalhando e escrevendo um relatório importante, aí de hora em hora e clico no ícone da internet e olho rapidamente um portal de notícias ou e-mail. Isso tira meu foco, mas percebo que é uma fuga quando me deparo com uma situação um pouco mais difícil. É o mesmo mecanismo que atua na PMO. É fogo. Esse é um comportamento que também quero combater.

Atividades "extras": por enquanto, só mesmo a leitura. Estou lendo um livro sobre meditação e outro sobre a vida de Darwin.

Hoje tenho mais um dia pela frente.

Força a todos!

Corredor

_______________________________________
avatar
Blpr
Moderador
Moderador
Mensagens : 5114
Data de inscrição : 30/05/2015

Re: Diário do Corredor

em 24/6/2016, 07:30
Corredor escreveu:Ontem foi meu primeiro dia de reboot com as novas estratégias (algumas, por questões de agenda, poderei implementar apenas a partir do dia 27/06).

Impressões do meu primeiro dia:

Vontade de PMO: fantasiei muitas vezes durante o dia. Pensei muito em sexo e isso é péssimo. Fiquei desconcentrado, mas não tive vontade exatamente de praticar PMO, mas os pensamentos de situações envolvendo sexo me perturbaram em alguns momentos. Contudo, no primeiro dia não foi difícil ficar sem PMO. Assim como outros caras aqui do fórum, eu fico p. da vida com essas fantasias. Eu não quero fantasiar nada. Quero esvaziar a mente.Em breve irei implementar a meditação. Tentarei usá-la como mecanismo para ajudar na redução das fantasias.

Procrastinação de atividades relevantes: ontem eu procrastinei menos. Devo muitas coisas ainda para as pessoas. Tenho compromissos relevantes atrasados, mas estou trabalhando firme. Isso é bom.O ruim é que muitas vezes me pego fantasiando, como reportado anteriormente. Isso tira meu foco,mas, pelo menos, estou com a mão na massa.

Internet: pessoal,estou com as seguinte dificuldade: estou trabalhando e escrevendo um relatório importante, aí de hora em hora e clico no ícone da internet e olho rapidamente um portal de notícias ou e-mail. Isso tira meu foco, mas percebo que é uma fuga quando me deparo com uma situação um pouco mais difícil. É o mesmo mecanismo que atua na PMO. É fogo. Esse é um comportamento que também quero combater.

Atividades "extras": por enquanto, só mesmo a leitura. Estou lendo um livro sobre meditação e outro sobre a vida de Darwin.

Hoje tenho mais um dia pela frente.

Força a todos!

Corredor

Você já indagou o porquê você não mantêm o foco constante no trabalho? Seu trabalho é motivador? Você gosta do que faz?

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Re: Diário do Corredor

em 24/6/2016, 08:04
Blpr escreveu:
Corredor escreveu:Ontem foi meu primeiro dia de reboot com as novas estratégias (algumas, por questões de agenda, poderei implementar apenas a partir do dia 27/06).

Impressões do meu primeiro dia:

Vontade de PMO: fantasiei muitas vezes durante o dia. Pensei muito em sexo e isso é péssimo. Fiquei desconcentrado, mas não tive vontade exatamente de praticar PMO, mas os pensamentos de situações envolvendo sexo me perturbaram em alguns momentos. Contudo, no primeiro dia não foi difícil ficar sem PMO. Assim como outros caras aqui do fórum, eu fico p. da vida com essas fantasias. Eu não quero fantasiar nada. Quero esvaziar a mente.Em breve irei implementar a meditação. Tentarei usá-la como mecanismo para ajudar na redução das fantasias.

Procrastinação de atividades relevantes: ontem eu procrastinei menos. Devo muitas coisas ainda para as pessoas. Tenho compromissos relevantes atrasados, mas estou trabalhando firme. Isso é bom.O ruim é que muitas vezes me pego fantasiando, como reportado anteriormente. Isso tira meu foco,mas, pelo menos, estou com a mão na massa.

Internet: pessoal,estou com as seguinte dificuldade: estou trabalhando e escrevendo um relatório importante, aí de hora em hora e clico no ícone da internet e olho rapidamente um portal de notícias ou e-mail. Isso tira meu foco, mas percebo que é uma fuga quando me deparo com uma situação um pouco mais difícil. É o mesmo mecanismo que atua na PMO. É fogo. Esse é um comportamento que também quero combater.

Atividades "extras": por enquanto, só mesmo a leitura. Estou lendo um livro sobre meditação e outro sobre a vida de Darwin.

Hoje tenho mais um dia pela frente.

Força a todos!

Corredor

Você já indagou o porquê você não mantêm o foco constante no trabalho? Seu trabalho é motivador? Você gosta do que faz?

Oi Blpr.

Cara, é justamente isso que me consome. Eu não consigo manter o foco no trabalho. Em alguns momentos meu trabalho é entediante, mas no geral eu gosto do que faço. Minha angústia (e a palavra é mesmo essa) é que a convivo com isso a vida toda. Certamente a PMO não é a única responsável, mas percebo que "n" vezes ao longo da minha vida (e bota "n" nisso), eu me distraio do trabalho para fantasiar com questões ligadas a sexo.

Eu quero completar o reboot (e completar aqui significa nunca mais olhar P) para ter uma visão mais clara. Como acesso p desde pequeno, penso que talvez esse vício tenha aumentado essa necessidade de divagação da mente em busca de prazer.

Em suma, o cenário é o seguinte: estou trabalhando, aí bate um certo tédio e começo a fantasiar, aí vou atrás de P quando chego em casa. Ou fico clicando em sites a esmo para preencher esse tédio.

Em meu trabalho atual vivo uma situação complicada. Fui contratado justamente porque meu chefe crê que, em razão de uma formação específica minha, que eu conseguiria ser altamente produtivo na atividade que realizo. Mas, como vivo me distraindo, tenho entregado resultados em um prazo muuuuuito superior ao esperado. Isso tem gerado sérios problemas para mim...

Blpr, você já alcançou níveis fantásticos em seu reboot. Sei que vc deve ter escrito em seu diário, mas você sentiu alguma melhora na concentração com o reboot?

_______________________________________
avatar
Wolverine
Mensagens : 826
Data de inscrição : 28/05/2016
Idade : 33

Re: Diário do Corredor

em 24/6/2016, 08:41
Corredor, gostei muito da estratégia que adotará no seu reboot.

Acho que cada um de nós temos uma necessidade ou carência específica na vida que foi preenchida pelo vício em PMO. É fundamental descobrirmos qual. No meu caso, acredito que o vício sempre foi usado para superar os momentos de ansiedade, tristeza, frustração. Portanto, o vício para mim funcionava como uma forma de melhorar o meu estado emocional. A minha crença era de que a pornografia me proporcionava um maior "bem-estar" e aliviava situações de estresse.

Ontem eu tive a maior prova de que sempre usei a pornografia para resolver os meus problemas emocionais. Depois de mais de 50 dias de reboot (sem recaídas) estive na iminência de cair ontem, pois passei o dia imensamente ansioso.

Portanto, você precisa se conhecer e descobrir qual a sua maior fraqueza, o que te levou ao vício por PMO.

Como está o seu estado emocional atual? Você anda muito ansioso ou triste? Você relatou que estava triste. Talvez uma maior proximidade afetiva da sua noiva o ajudará nisso.

Acompanhando o seu diário a partir de hoje. Desejo muita força na sua luta.

_______________________________________

avatar
Antônio71
Moderador
Moderador
Mensagens : 1067
Data de inscrição : 16/01/2016
Idade : 46

Re: Diário do Corredor

em 24/6/2016, 08:54
Corredor, esse seu relato em relação ao trabalho é exatamente igual ao meu, no início do reboot.

Se eu copiar o seu relato e colar no início do meu diario, substuindo o nome Corredor, pelo nome Antônio71, não precisarei fazer nenhuma outra alteração

Cara, eu vivia procrastinando, fantasiando, me distraindo enquanto trabalhava.

Meu trabalho era um tédio, um pé no saco.

Posso lhe afirmar com toda segurança: TUDO ISSO É CONSEQUÊNCIA DA PMO.

Não tem nada a ver com o tipo de trabalho. A prova disso é que, agora, meu rendimento e meu amor ao trabalho aumentaram de uma maneira incríveis!
Se você puder dá uma olhada na minha história de sucesso:

UMA NOVA VIDA CHEIA DE ESPERANÇA.

Um abração: Antônio

_______________________________________
avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Re: Diário do Corredor

em 24/6/2016, 09:49
Antônio71 escreveu:Corredor, esse seu relato em relação ao trabalho é exatamente igual ao meu, no início do reboot.

Se eu copiar o seu relato e colar no início do meu diario, substuindo o nome Corredor, pelo nome Antônio71, não precisarei fazer nenhuma outra alteração

Cara, eu vivia procrastinando, fantasiando, me distraindo enquanto trabalhava.

Meu trabalho era um tédio, um pé no saco.

Posso lhe afirmar com toda segurança:  TUDO ISSO É CONSEQUÊNCIA DA PMO.

Não tem nada a ver com o tipo de trabalho. A prova disso é que, agora, meu rendimento e meu amor ao trabalho aumentaram de uma maneira incríveis!
Se você puder dá uma olhada na minha história de sucesso:

UMA NOVA VIDA CHEIA DE ESPERANÇA.

Um abração:  Antônio

Fala Antonio, beleza meu caro?

Li sua história de sucesso. Fantástico. Sem palavras. Você tem razão, diversos pontos que você citou ali brevemente me descrevem também. Tem uma parte que você menciona que prescrevia algumas coisas de qualquer jeito. Por uma questão específica, também preciso prescrever coisas (não sou médico) e repassar. E faço desse mesmo jeito. Não tenho a mínima paciência e sou desleixado ao extremo (posso garantir que já muito melhor e nos tempos que em afundei na PMO esse negócio exacerbou). Eu não tenho carro (vc cita a bagunça do seu carro), mas sou o próprio desleixo. No trabalho, destoo de todo mundo. Os rapazes sempre vão elegante. Eu vou todo desleixado, não estou nem aí para nada. Até pouco tempo usava uma calça jeans rasgada. É lamentável. Coincidência ou não, esse desleixo guarda correlação positiva com o afundamento em PMO.

Seu relato foi muito inspirador. Se dessa vez eu não completar o reboot, vocês podem passar a me chamar de "palmeirense" (sou um corinthiano fanático) ao invés de corredor...rsrsr.

Abração Antônio


_______________________________________
avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Re: Diário do Corredor

em 24/6/2016, 09:52
Wolverine escreveu:Corredor, gostei muito da estratégia que adotará no seu reboot.

Acho que cada um de nós temos uma necessidade ou carência específica na vida que foi preenchida pelo vício em PMO. É fundamental descobrirmos qual. No meu caso, acredito que o vício sempre foi usado para superar os momentos de ansiedade, tristeza, frustração. Portanto, o vício para mim funcionava como uma forma de melhorar o meu estado emocional. A minha crença era de que a pornografia me proporcionava um maior "bem-estar" e aliviava situações de estresse.

Ontem eu tive a maior prova de que sempre usei a pornografia para resolver os meus problemas emocionais. Depois de mais de 50 dias de reboot (sem recaídas) estive na iminência de cair ontem, pois passei o dia imensamente ansioso.

Portanto, você precisa se conhecer e descobrir qual a sua maior fraqueza, o que te levou ao vício por PMO.

Como está o seu estado emocional atual? Você anda muito ansioso ou triste? Você relatou que estava triste. Talvez uma maior proximidade afetiva da sua noiva o ajudará nisso.

Acompanhando o seu diário a partir de hoje. Desejo muita força na sua luta.  

Grande Wolverine!

Cara, eu também uso (espero utilizar o verbo "usava") a PMO para aplacar esses momentos de frustrações. Quando por qualquer dificuldade, já vou atrás desse prazer volátil para esquecer. Qualquer frustração é uma desculpa para eu dar "só uma olhadinha" em sites que têm os vídeos que gosto.

Muito obrigado pela mensagem e por me acompanhar. Farei o mesmo contigo.

Tentarei manter a rotina de postar diariamente (segunda a segunda, pelo menos no primeiro mês).

Abração

_______________________________________
avatar
Blpr
Moderador
Moderador
Mensagens : 5114
Data de inscrição : 30/05/2015

Re: Diário do Corredor

em 24/6/2016, 10:31
Corredor escreveu:
Blpr escreveu:
Corredor escreveu:Ontem foi meu primeiro dia de reboot com as novas estratégias (algumas, por questões de agenda, poderei implementar apenas a partir do dia 27/06).

Impressões do meu primeiro dia:

Vontade de PMO: fantasiei muitas vezes durante o dia. Pensei muito em sexo e isso é péssimo. Fiquei desconcentrado, mas não tive vontade exatamente de praticar PMO, mas os pensamentos de situações envolvendo sexo me perturbaram em alguns momentos. Contudo, no primeiro dia não foi difícil ficar sem PMO. Assim como outros caras aqui do fórum, eu fico p. da vida com essas fantasias. Eu não quero fantasiar nada. Quero esvaziar a mente.Em breve irei implementar a meditação. Tentarei usá-la como mecanismo para ajudar na redução das fantasias.

Procrastinação de atividades relevantes: ontem eu procrastinei menos. Devo muitas coisas ainda para as pessoas. Tenho compromissos relevantes atrasados, mas estou trabalhando firme. Isso é bom.O ruim é que muitas vezes me pego fantasiando, como reportado anteriormente. Isso tira meu foco,mas, pelo menos, estou com a mão na massa.

Internet: pessoal,estou com as seguinte dificuldade: estou trabalhando e escrevendo um relatório importante, aí de hora em hora e clico no ícone da internet e olho rapidamente um portal de notícias ou e-mail. Isso tira meu foco, mas percebo que é uma fuga quando me deparo com uma situação um pouco mais difícil. É o mesmo mecanismo que atua na PMO. É fogo. Esse é um comportamento que também quero combater.

Atividades "extras": por enquanto, só mesmo a leitura. Estou lendo um livro sobre meditação e outro sobre a vida de Darwin.

Hoje tenho mais um dia pela frente.

Força a todos!

Corredor

Você já indagou o porquê você não mantêm o foco constante no trabalho? Seu trabalho é motivador? Você gosta do que faz?

Oi Blpr.

Cara, é justamente isso que me consome. Eu não consigo manter o foco no trabalho. Em alguns momentos meu trabalho é entediante, mas no geral eu gosto do que faço. Minha angústia (e a palavra é mesmo essa) é que a convivo com isso a vida toda. Certamente a PMO não é a única responsável, mas percebo que "n" vezes ao longo da minha vida (e bota "n" nisso), eu me distraio do trabalho para fantasiar com questões ligadas a sexo.

Eu quero completar o reboot (e completar aqui significa nunca mais olhar P) para ter uma visão mais clara. Como acesso p desde pequeno, penso que talvez esse vício tenha aumentado essa necessidade de divagação da mente em busca de prazer.

Em suma, o cenário é o seguinte: estou trabalhando, aí bate um certo tédio e começo a fantasiar, aí vou atrás de P quando chego em casa. Ou fico clicando em sites a esmo para preencher esse tédio.

Em meu trabalho atual vivo uma situação complicada. Fui contratado justamente porque meu chefe crê que, em razão de uma formação específica minha, que eu conseguiria ser altamente produtivo na atividade que realizo. Mas, como vivo me distraindo, tenho entregado resultados em um prazo muuuuuito superior ao esperado. Isso tem gerado sérios problemas para mim...

Blpr, você já alcançou níveis fantásticos em seu reboot. Sei que vc deve ter escrito em seu diário, mas você sentiu alguma melhora na concentração com o reboot?

Atualmente os níveis de concentração aumentaram muito com o reboot. No sentido de que a disposição para encarar as atividades e se focar são mais visíveis agora. Mas, eu descobri que todas as vezes que perco o foco em algo é porque não encontro uma recompensa positiva no que faço. Exemplo, atualmente perdi o interesse em estudar para concursos porque não fiz inscrição e escasseou os concursos por aqui. Então, não tenho motivação agora para estudar.

A questão de sermos eficientes em uma tarefa se faz quando temos algum fator motivador para que realizamos alguma coisa, sem o desperdício de energia. Sem um fator motivador, a gente se distrai muito. Por isso, indaguei sobre como você se sente desmotivado no seu trabalho.

A questão é a recompensa pelo esforço. Quando a gente faz uma coisa e fica entediado é porque aquilo que fazemos não está trazendo nenhum benefício ou recompensa, seja física e psicológica. A gente busca o que gera prazer porque a recompensa é positiva. Desejo por sexo e comida, por exemplo. Porquê buscamo pornografia para gerar orgasmo? Pela recompensa do prazer.

Se A gente tem aquele impulso de mobilizar energias, pensamentos e sentimentos para fazer algo é porque aquilo vai recompensar de alguma forma. Motivação tem uma finalidade, tem uma intenção.
As pessoas jogam na Mega-Sena por causa da recompensa. Se os prêmios fossem ínfimos, poucos apostariam na loteria.

Então se for possível você indagar o que motiva a você fazer seu trabalho e o que você ganha de recompensa sobre o que você faz, aí pode ser que você encontre algum valor no seu trabalho.

Tem um coaching chamado Paulo Vieira. Tratando de foco e concentração, ele afirma que o que tira a gente do foco em algum ato é geralmente um vício que temos. Algum hábito que mantemos por um longo tempo. Isto que atrapalha nossos objetivos. Eu antes tinha muita dificuldade em estudar porque sempre começava fantasiar sexo e muitas vezes tinha que me masturbar para ver se aliviava e ficava concentrado. Porém, eu ficava era cansado e estudava pouco.

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


avatar
Canaã
Mensagens : 2778
Data de inscrição : 13/01/2016

Re: Diário do Corredor

em 25/6/2016, 05:19
O reboot exige atitudes mentais como força de vontade, convicção forte e determinação. Alguns discordariam, mas para mim, a fé é essencial. Contudo, não devemos esquecer o lado prático da questão, que é a metodologia desse fórum. Quem está frequentando esse fórum tem que ter o compromisso de cumprir o reboot: colocar bloqueadores, realizar atividades extra-net para substituir a busca de dopamina em PMO por outras atividades prazerosas, deve buscar socializar, ler o ebook, enfim...cumprir o reboot e sempre ter a disposição de nunca desistir.
Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum